11 março 2016

[Resenha] O Visconde que me Amava - Por Julia Quinn


Título: O Visconde que me Amava
[ Os Bridgertons #2 ]
Autor (a): Julia Quinn
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre

Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Anthony Bridgerton adora sua vida de libertino e farras, contrariando todas as possibilidades e para alegria de sua mãe, ele decide se casar e levar uma vida tranquila no matrimônio. Ele não espera se casar por amor e muito menos de apaixonar, uma jovem de boa aparência e meio cérebro já está de bom tamanho. Sendo um visconde as mãe casamenteiras da temporada ficaram eufóricas em saber que Anthony está a procura de uma noiva. Edwina Sheffield é a jovem promissora da temporada, com uma beleza inigualante é a candidata perfeita para ele onde poderá molda-lá a sua maneira. Só que o visconde não contava que para isso teria que passar pelo julgamento de sua irmã mais velha e solteirona Kate.

– A senhora ouviu o que eu disse hoje à tarde na sala? Já é bastante ruim que Edwina tenha libertinos e aventureiros farejando ao redor dela. A senhora não imagina quanto tempo levei separando os admiradores bons dos maus. Mas Bridgerton! – Kate estremeceu. – Provavelmente é o maior libertino de Londres. A senhora não pode querer casá-la com um homem como ele.
Capítulo 02

Kate deseja o melhor para sua irmã querida e será criteriosa com todos pretendentes, principalmente Anthony. Para se casar com Edwina ele planeja conquistar a confiança de Kate, nisso ele deixa situações no qual os dois tem que permanecer sozinhos para conversarem. A moça é irredutível e irritante, mas também dona de uma beleza que o faz pensar que os homens de Londres só podem ser doidos por não notarem. Entre desavenças e alfinetas ambos percebem a iminente atração que nasce. Ele não aceita o sentimento, Kate é intensa, inteligente e em algum momentos divertida, seria fácil de mais amá-la e Anthony não pretende se apaixonar.
Não é novidade o quanto sou apaixonada por essa familia e Anthony é um dos meus personagens mais queridos. Adorei seu temperamento protetor em O Duque e Eu, e fiquei doida para saber mais da sua estória.


A estória é narrada em terceira pessoa mostrando o ponto de vista dos dois. Anthony é um cara com temperamento forte, quando ele decidiu que deveria se casar logo colocou em prática. Quando criança ele viu seu pai morrer e isso deixou uma marca psicológica permanente, por ser o mais velho passou mais tempo com o pai e consequentemente o que mais sentiu falta. Ele tem certeza que não viverá mais do que 38 anos, idade no qual seu pai faleceu, por isso não quer uma esposa por amor, somente uma jovem no qual terá seu herdeiro e dar continuidade ao nome da família. Esse trauma foi muito bem explorado pela autora dando uma carga emocional mais forte.

Anthony não era um cínico completo: sabia que o amor verdadeiro existia. Qualquer pessoa que tivesse ficado no mesmo cômodo com seus pais sabia disso. Mas amor era uma complicação que ele preferia evitar. Não tinha desejo algum de presenciar esse milagre em particular na própria vida.
Capítulo 01

Kate é uma moça considerada solteirona pela alta sociedade, os homens não a vêem como uma esposa em potencial, o que não a impede de dar sua opinião sobre as coisas. Gosto bastante da forma como  Julia Quinn mostra os costumes da época onde uma moça de 22 anos é considerada encalhada, é um tremendo contraste com os dias atuais. Anthony se surpreende pela moça ser tão inteligente e sagaz, não espera isso de uma jovem da sociedade.


O romance é engraçado. Ambos não querem se envolver mas a cada momento parece mais inevitável, a química entre eles é palpável. Mais uma vez somos apresentados a um casal atípico, a relação entre eles é mais um morde e assopra, ao mesmo tempo que querem se envolver estão se alfinetando. Como em seu antecessor, o enredo trás algumas cenas mais hots, é tanta devoção de um para com outro que faz o leitor querer ter uma relação assim.

Anthony a queria.
Desesperadamente.
Nunca teria se permitido, nem em um milhão de anos, escolhê-la como esposa. Ela era perigosa demais para sua paz de espírito.
Capítulo 15


Os cenários continuam espetaculares, toda atmosfera da Londres vitoriana é passada para a estória. A diagramação do livro segue o padrão da série com letras e espaçamentos confortáveis. Neste segundo livro ainda permanece as Crônicas da Sociedade de Lady  Whistledown em todo começo de capítulo, sendo ainda mais divertida e atrevida.

É claro que a questão dos libertinos já foi assunto discutido antes nesta coluna, e a autora chegou à conclusão de que há libertinos e Libertinos. Anthony Bridgerton é um Libertino. Um libertino com l minúsculo é jovem e imaturo. Ele se gaba das próprias proezas, comporta-se feito um idiota e se considera um perigo para as mulheres. Um Libertino com l maiúsculo sabe que é um perigo para as mulheres. [...]
Capítulo 01


Julia Quinn é mestra em escrever romances de época que nos envolve de uma forma que só largamos o livro quando a estória chega ao fim. Recomendo o livro para todos que amam um bom romance com doses de diversão.

17 comentários:

  1. Muito bom o post , parece linda a história , ficamos com vontade de ler mais , adoramos romance ♥ bj
    yeahvouarrasar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Stéfani, mais uma vez adorei ler sua resenha, principalmente porque é um livro que eu adoro. Julia Quinn é mesmo maravilhosa, já que consegue unir o romance com cenas engraçadas. E eu nunca vou cansar de ler suas histórias, ainda mais porque sou fã assumida de romances históricos. É uma ótima dica para quem adora esse gênero. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?
    Ainda não li nada da Julia Quinn tu acredita? Eu acho linda as edições dessa editora, sempre quando posso estou babando! E diante dessa sua resenha, pude perceber que tenho tanta curiosidade em ler, acho tanto romantismo por ser um romance de época.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu amo essa série da Julia Quinn.É difícil lê-la e não se apaixonar,ainda mais se a pessoa tiver uma queda por romances de época.Anthony não é o meu favorito,confesso,mas não deixa de ser encantador assim como Kate e a história que protagonizam.
    Adorei sua resenha e seu blog.
    Beijos!

    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Particularmente também adoro a série Os Bridgertons, e amei conhecer mais sobre o Anthony. A Kate é uma ótima personagem! E de fato a posição de mulher encalhada na sociedade londrina daquele tempo é um contraste muito grande dos dias atuais.

    Eu amo as crônicas da Lady Whistledown, tô até com medo do quinto livro que não terá mais ela, visto que é descoberto no quarto :x hahaha Você vai se surpreender. rs
    Beijos
    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  6. Essa série é um amor e me chama muita atenção, ainda não li mas sou louca para ler. Gostei muito de ver sua resenha sobre esse livro, o casal parece não se entender no começo mas certamente depois tudo se encaixa. Gosto muito de livros com essa temática de um não quer admitir que está gostando do outro mas depois se entregam loucamente.

    ResponderExcluir
  7. Oiii! Eu amo demais essa série, uma das minhas favoritas. Li todos os que foram publicados no Brasil até o momento e não consigo escolher um que eu tenha gostado mais. Já li várias autoras de romances históricos, mas a Julia Quinn tem algo especial. Ela encanta e coloca humor em seus livros de maneira naturas. É impossível não se deixar cativar. Espero que você goste dos outros também! São uma delícia de ler. Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu sou apaixonada por essa série, e cada um dos livros tornaram-se favoritos para mim. Foi meu primeiro contato com a escrita da autora, e me apaixonei totalmente. É trama leve, envolvente, com personagens carismáticos e marcantes. Não tem como não gostar de cada um dos integrantes dessa carismática família.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?

    Eu ainda não tive oportunidade de ler nada da Julia, mas tenho muuuuita vontade. Comprei esses dias o primeiro livro da série "Os Bridgertons", e já estou loca para a sua chegada. Sua resenha está divina e só aguçou minha curiosidade não só nesse livro, mas na série toda.

    Beijos,
    Dai | Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  10. Oi.

    Eu amor os livros dessa série, eu adoro os livros da Julia. Até agora eu li até o terceiro livro, preciso urgentemente ler os outros livros que foram lançados, mas como consigo tempo pra ler tantos livros? É impossível ainda mais estudando. Estou quase colocando algumas leituras que tenho que fazer de lado e ler logo os outros da série.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Apesar dessa série ter cenas hot, a Julia as escreve de uma forma que não me incomoda nem um pouco. Li só o primeiro livro, e também fiquei curiosa para saber mais sobre o Anthony, então claro que estou louca pra ler esse! Gosto muito também de como a autora trabalha a atmosfera da época, e essa família não tem como não conquistar o leitor! Que bom que a química entre o casal é palpável e o romance entre eles engraçado, acho que vou amar a leitura!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Oie Stéfani!!!!
    Não sei nem como falar dessa autora sem ser muito melosa kkk.
    Amo a Julia Quinn, acho seus livros extremamente incríveis, pelo simples fato dela não escrever livros mais o menos. Ou eles são bons ou eles são muito bons, O visconde que me amava tem um lugarzinho especial no meu coração, primeiramente por ter sido o primeiro livro que li dela e em segundo por ter meu casal favorito da ficção.
    Parabéns pela resenha, ficou linda.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li a série dessa autora, mas gostei de saber pela sua resenha que vale muito a pena. Parece que não apenas os personagens são encantadores, mas a autora soube lhes dar a vida e a interação que poderiam atrair o leitor. Gostei de saber que a protagonista é um tanto irreverente, como quem mais se importa em ser feliz do que co o dinheiro. Já me identifiquei com ela! Quero ler a obra.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie,
    Nunca li nada da autora, mas pretendo mudar isso logo, começando por essa série. Gostei da premissa desse volume, os cenários e tudo mais que citou em sua resenha me deixou com muita vontade de ler. Dica anotada, em breve vou ler ><
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  15. Olá, acredita que eu nunca li nenhum romance histórico ainda? eu sou doida para conhecer essa série e essa família que todos os leitores amam. Só ouço elogios e isso me anima muito a ir atrás o quanto antes. Parece ser bem o tipo de leitura que irei adorar. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Olha, eu realmente adoro romances de época mas tenho me distanciado deles, nos últimos anos.
    Sua resenha, no entanto, me fez acreditar que essa história é completamente atemporal, e eu adoro o tipo de relação que vai se construindo entre provocações veladas e meio a contragosto. Adorei a premissa do livro, e fiquei louca para ler!

    Beijinhos

    http://www.conversasdealcova.com

    ResponderExcluir
  17. Oiie,

    Comecei a gostar dw romances de epoca por causa desse lindos Bridgetons, a Julia fez em me amarrar, todos sao os meus preferidos, nao tem como escolher kknn ja li ate o 5 e espero completar logo a seleção. Sou apaixonada pelo Antony, acho ele tao homem kknk

    Bjs

    ResponderExcluir