18 março 2016

[Resenha] Um Perfeito Cavalheiro - Por Julia Quinn


Título: Um Perfeito Cavalheiro
[ Os Bridgertons #3 ]
Autor (a): Julia Quinn
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre
4 ESTRELAS

Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhce o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.
Resenhas Anteriores 
Os Bridgertons #1 - O Duque e Eu
Os Bridgertons #2 - O Visconde que me amava



Todos sambem que Sophie é a filha bastarda do Conde Penwood, por isso sempre viveu a margem da sociedade. Desde que chegou a casa do conde ela foi adorada pelos criados e até hoje não há o que eles não façam por ela. Mesmo sendo uma filha ilegítima o conde sempre cuidou da menina dando uma boa educação, vestimenta, moradia e até mesmo, na média dele, afeto. Mas as coisas mudaram quando ele se casa e leva para dentro do lar a esposa e suas duas filhas. A madrasta sabe de sua condição e acha que a moça é a mancha no nome da nova família fazendo com que Sophie conviva mais com os empregados do que com o próprio pai, ela sente mas os adora. Tudo piora quando seu pai vem a falecer e a madrasta começa a trata-lá como uma simples empregada da casa.

Sophie mal se da conta do tempo e quando percebe já passou a época de debutar, pelo que parece essa época foi pulada de sua vida já que nem ao menos é considerada uma dama da sociedade. Tudo que ela mais deseja ao menos uma vez é participar de um baile da alta sociedade, e quando mais um baile da Lady Bridgerton é anunciado os criados da casa a ajudam a realizar seu sonho. Sophie é arrumada e vestida como uma dama, a moça mal se reconhece ao olhar no espelho tamanha diferença, no entanto essa aventura tem validade, sua madrasta chega em casa um pouco depois da meia-noite dessa forma a moça deve estar em casa antes para não ser descoberta. 

Como sempre, as esperanças matrimoniais das debutantes estão centradas na família Bridgerton, mais especificamente no mais velho dos irmãos solteiros, Benedict. Ele pode não possuir um título, mas o rosto bonito, as formas agradáveis e o bolso cheio parecem compensar essa falha. De fato, em mais de uma ocasião esta autora ouviu uma mãe ambiciosa dizendo sobre a filha: “Ela vai se casar com um duque... ou com um Bridgerton.”
Quem sabe...
Uma noiva em potencial?

CRÔNICAS DA SOCIEDADE DE LADY WHISTLEDOWN
Página 07.

Sophie se torna-se sensação do baile, as moças a invejam e os rapazes a desejam, mas sua atenção é atraída á Benedict instantaneamente sendo essa atração reciprocá. Benedict nunca viu uma moça tão bela e instigante. Os dois tem uma noite inesquecível com danças e flertes até que Sophie tem que voltar deixando ele totalmente confuso.  Em uma jogada do destino eles voltam a se encontrar três anos depois, ela o reconhece na mesma hora e todos sentimentos que a moça cultivo voltam a florescer, no entanto Benedict não a reconhece, como saberia que ela era ELA, agora não passava de uma criada, mas a química dos dois permanece intacta. Benedict se encontra dividido, ele sabe que deve se casar com uma dama da alta sociedade mas a atração e os sentimentos que Sophie o despertar faz com que deseje jogar todas as aparência pro alto e viver essa paixão.

Não é novidade que sou totalmente apaixonada pelos livros da Julia Quinn. Comecei a série Bridgertons através desse livro maravilhoso, sendo até hoje um dos meus favoritos. O que me interessou na premissa foi o fato de ser uma recontagem da Cinderela, e como amo os contos de fadas comprei logo, não espera me encantar e virar fã.


Dessa vez somos apresentados a Benedict, segundo filho mais velho de Violet Bridgerton. Assim como seu irmão Anthony, também é um libertino, no entanto mais contido. Ele deseja se casar e ao encontrar com a dama misteriosa no baile pensa que encontrou sua futura esposa. Banedict tem a alma de uma artista e o talento para desenho também, me apaixonei logo de cara por ele. Ele aparenta ser um bom moço mas tem aquele "1% vagabundo" (risos). De perfeito cavalheiro não tem nada, não pensa duas vezes antes de propor que Sophie fosse sua amante, fato que a deixou indignada. 


Apesar de não ter frequentado a alta sociedade Sophie é bem educada e um tanto quanto afiada em suas palavras. Dona de opiniões fortes tenta de qualquer jeito resistir aos encantos de Benedict pois não considera certo - e nem quer - ser amante dele, se não for para matrimônio então não serve, mas é tão difícil se segurar quando estão juntos. A química do casal é pura tensão, ao mesmo tempo que estão se amando logo estão brigando, fica naquele jogo de gato e rato.


Todos os personagens da estória são muito bem construídos, tanto os novos que são nos apresentados como a madrasta odiosa de Sophie como os já conhecidos membros da família Bridgertons. A Autora sabe exatamente como introduzi-los sem tirar o foco do casal, tenho grande amor pela família. Os cenários permanecem lindíssimos, todos os bailes e a Londres de 1800 me encantam. 


A diagramação do livro segue o padrão dos seus antecessores, com letras e espaçamentos que proporcionam uma ótima leitura. As Crônicas da Sociedade de Lady  Whistledown permanece em cada novo começo de capítulo, sempre me divirto com a ousadia dessa mulher, ou homem, já que ainda não é revelada sua identidade. A capa leva uma modelo diferente da descrição de Sophie mas trás toda doçura e delicadeza da moça. 


Indico o livro para todos, na realidade a série toda é puro amor e como fã meu desejo é que todos conheçam essa linda família, então por favor LEIAM os Bridgertons :P

20 comentários:

  1. Oi stefani, tudo bem?
    Entao, sou fã assumida de Julia Quinn e claro que concordo com você em vários aspectos. Realmente todos os personagens da trana são bem desenvolvidos. E se destacam bastante, pelo menos na medida do possível
    Beijos
    Fer

    ResponderExcluir
  2. Eu morro de vontade de ler essa série. Sou apaixonada por romances de época e é uma vergonha eu falar que nunca li nada da Julia Quinn. Essa série é um amorzinho mesmo e a cada novo livro eu tenho a impressão de que ele é melhor que o anterior mas tão bom quanto. É bom saber que os personagens são bem construídos e eu não esperaria menos, espero que eu goste quando finalmente ler

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Julia Quinn é puro amor,difícil não gostar dos livros dela.Li até o terceiro volume,que se tornou o meu favorito também, e mal posso esperar para ler os demais. A escrita dela é adorável e seus personagens encantadores.
    Beijos!

    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Eu amo os livros da Julia Quinn! Sou apaixonada por essa série dos Bridgertons, sério, adorei todos os livros que li até agora!
    Um Perfeito Cavalheiro está entre os que mais gostei até agora, achei muito leal a história da Sophie e do Benedict! É uma história que lembra muito a da Cinderela, o que foi algo que me agradou bastante.
    Li recentemente o 7° livro da série e amei! Já tô em crise porque tô perto de concluir essa série linda.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi.

    Flor, eu amo esses livros. Sou apaixonada pela escrita da Julia, além de ser fã de romances de época. li até esse livro, preciso ler os outros lançados, depois que li o primeiro, fui logo ler o segundo e depois o terceiro. E preciso com urgência ler o quarto. Adorei a resenha e muito lindas as fotos tiradas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. EU AMO ESSA SÉRIE! Esse era um dos livros que eu tinha mais curiosidade de ler justamente por ser uma espécie de releitura de Cinderela, e gostei muito dele, mas o Visconde que me amava ainda é meu preferido. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  7. Olá, acredita que eu nunca li nenhum romance de época? e essa série parece muito amor e eu adoraria começar por ela, todo mundo sempre fala tão bem dos livros que eu fico anestesiada de vontade de ler! espero esse ano conseguir começar!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Apesar de nunca ter livro um livro da Julia, eu sou louca para conhecer Os Bridgertons. Já li muitas resenhas positivas sobre as obras e o que me falta é tempo para ler esses livro rs. O romance parece ser incrível, apaixonante e engraçado. Que bom que você curtiu a leitura e espero gostar também.

    Beijos!
    http://www.anebee.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    Tá pra nascer alguém que critique essa obra! Sério, eu comecei romances de época no ano passado e estou bem viciada. O gênero flui demais e daí você me pergunta o pq eu ainda não li Júlia, simples. MUITOS LIVROS, MUITS HAHAHAHA preciso de tempo. Espero comprar em ebook (por causa do espaço) e ler o mais rápido possível.
    A escrita parece ser maravilhosa!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Esse é um dos poucos que não li dessa série da Julia, li os dois primeiros e depois já fui pro quarto e quinto. Esse que você resenhou e o último que foi lançado pela Arqueiro ainda não li. Mais mesmo não lendo, acredito mesmo em tudo o que você pontuou sobre o livro. Afinal, com base nos outros livros dá pra ver o trabalho que a Julia teve na construção dos personagens, principalmente, os da família. É engraçado que ela tem esse dom mesmo de introduzir todos os personagens sem tirar o foco do casal principal. Enfim, espero que eu possa gostar tanto desse livro como você gostou e ahhhhhh, sobre a Lady Whistledown... só se prepare, a identidade dela logo será revelada. kkkk

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  11. Esse é o único livro da série que me despertou a curiosidade em ler por ser uma releitura de um conto de fadas, mas o problema é ter problemas com o gênero, a série ser grande e a premissa dos outros livros não serem tão legais :(

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oii!
    Tenho bastante curiosidade em ler essa série principalmente porque tenho uma amiga que é loca pela Julia Quinn kkk Ela está quase me obrigando a ler rs Gosto muito de livros históricos e gostei da premissa <3 Com certeza na lista de desejados *-*

    Beijão!
    http://www.loucaspaginas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    De todos os livros da Julia, esse é o que mais me chamou a atenção. Eu adorei essa pitada de Cinderela que a historia tem, e espero que o livro me cative assim como te cativou.

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Meu deus do céu, mas afinal o que essa mulher tem que todo o mundo ama???!! Preciso ler, vou deixar o meu orgulho de lado, e vou ler porque preciso de entender hahaha
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  15. Sério que você começou a leitura da série com esse livro? Eu nunca seria capaz de ler fora de ordem... rs... Li só o primeiro até agora, apenas por falta de oportunidade mesmo, mas já estou louca pra chegar nesse, por ser uma recontagem de Cinderela. Não sou muito fã de romances de época, mas mesmo tendo lido só o primeiro volume a Julia Quinn já me conquistou com sua escrita. Estou ansiosa para conhecer a história de Sophie e Benedict, já amo os Bridgertons.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom?

    Ai ai, tenho que tomar vergonha na cara e ler Julia Quinn. Apesar de ter esse livro na minha estante, ainda não tive coragem de começar a leitura. Isso porque eu amo romances de época, viu?

    Pior é que a cada resenha que leio a minha curiosidade aumenta, já que todos declaram que se apaixonaram pela escritora, como você. Pela construção dos personagens e pela Sophie ter opiniões fortes, sei que vai ser o tipo de livro que não largarei enquanto não terminar hehe

    Resenha maravilhosa! Obrigada pela dica, beijos ;)

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Nunca li nada da Julia, mas morro de vontade pois sempre vejo um blogueiro recomendando e favoritando os livros dela, acho que até hoje não vi uma resenha negativa.
    Achei interessante o fato dela ser uma filha bastarda, nunca vi falar como as meninas bastardas daquela época eram tratadas, então imagino que deve ser uma abordagem completamente interessante.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Fiquei bastante curiosa com o livro por ser uma releitura de cinderela. Esse foi um dos únicos livros que me interessei para ler desse série da Julia Quinn. Fiquei bastante empolgada depois da sua resenha e acho que o livro vai me surpreender. Quero saber o que acontece aos dois.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu também sou fã dessa série, mas esse não é meu livro preferido... Eu gostei bastante da história, mas o Benedict me irritou algumas vezes por não reconhecer a moça por quem se apaixonou...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oie Stéfani!!!
    Essa história é sem sombra de duvidas uma das mais queridas dentre a série Os Bridgertons. Tem como não amar o casal protagonista? Julia soube dosar muito bem esse ar de contos de fadas com o contexto da série. Tenho muito carinho por ele também. Aliás bateu uma saudade deles agora rsrsr acho que vou relê-lo ahahah.
    bjs

    ResponderExcluir