06 junho 2016

[Resenha] Corte de Espinhos e Rosas - Por Sarah J. Maas

Título: Corte de Espinhos e Rosas
[ Corte de Espinhos e Rosas #1 ]
Autor (a): Sarah J. Maas
Páginas:434
Editora: Grupo Editorial Record
Skoob || Encontre
4 ESTRELAS
Sinopse: Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação.
Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.


Há tempos os humanos sofrerem com a ira dos terríveis feéricos. Foram milhares de humanos mortos na guerra, somente após o fechamento de um acordo onde previa limites entre as terras dos feéricos e humanos que houve uma paz fria e gélida. Hoje, depois de mil anos, os humanos ainda os temem e os odeiam sabendo que a qualquer momento podem desfazer o tratado e aniquilar o que ainda restou.

Feyre vem de uma família que perdeu toda fortuna após uma das cargas de seu pai afundar no mar. Tudo que tinha foi perdido e ainda os credores de seu pai o deixaram quase aleijado impossibilitando-o de trabalhar. Hoje eles vivem em uma pequena cabana próxima a floresta nas redondezas de vila humilde.

Todos vivem à custa da filha mais nova. Feyre aprendeu cedo que senão se virasse morreria de fome. A jovem aprendeu a caçar e trazer alimento para o lar enquanto suas duas irmãs não moviam um único dedo para ajudá-la. Numa de suas caçadas Feyre se depara com um lobo gigantesco. Ela desconfia que pode ser um feérico, mas a carne pode alimentar sua família por todo o inverno e ainda a pele renderia um bom dinheiro. E pensando nisso Feyre o matou.

"Ali estavam as criaturas das lendas sangrentas, aquelas que escapavam pela muralha para atormentar e trucidar mortais. Aquelas que eu ficaria feliz em matar naquele dia, no bosque nevado. Os olhos imensos, com formato amendoado, observavam vorazmente o Suriel e eu." Capítulo 15

Tarde da noite enquanto estavam reunidos em casa, ela, seu pai e sua duas irmãs se vêem em meio ao desespero depois que um feérico em forma bestial reclamar a morte do seu amigo. Feyre assume a culpa e está disposta a pagar o preço contanto que a fera poupe a vida de sua família. Em um ato de misericórdia o feérico leva Feyre para além das fronteiras  para viver entre os dele e pagar sua divida.


Ao chegar, ela se impressiona com o modo como eles vivem. Não são selvagens, muito pelo contrário, vivem em meio ao luxo e grandes riquezas. A fera logo se revela como Tamlin, Grã-Feérico da Corte Primaveril que tem o rosto coberto por uma máscara, alias, todos na corte trazem uma máscara que ninguém consegue tirar. Feyre deseja mais que tudo voltar a sua família, mas a cada dia que passa ela percebe o quanto Tamlin não é aterrorizante como aprendeu que os feéricos são. Ele é doce, gentil e poderia facilmente odiá-la por ter matado seu amigo, mas faz de tudo para mantê-la bem e segura. Quando Feyre se dá por si seu coração bate mais forte por Tamlin e cada dia mais deseja conhecer o rosto encoberto pela máscara.

"Era Tamlin, mas não era. Na verdade, era o Tamlin com quem eu tinha sonhado. Sua pele reluzia com um brilho dourado, e, ao redor de sua cabeça, um círculo de luz do sol resplandecia. E os olhos de Tamlin... Não eram apenas verdes e dourados, mas de todos os tons e variações imagináveis, como se cada folha da floresta tivesse escorrido e formado um único tom." Capítulo 23

Uma maldição assola toda a Corte Primaveril e rumores dizem que ela se alastrará ao mundo dos humanos fazendo com que Feyre deseje salvar sua família e Tamlin, mas como ela uma simples camponesa, mal nutrida e analfabeta poderia fazer alguma coisa? Ela descobrirá que as razões pela qual fora levada ao mundo feérico são bem diferentes que Tamlin a levou crer.




Esse foi o primeiro contato que tive com a escrita da autora Sarah J. Maas e não poderia ter pedido melhor. Confesso que o que me chamou atenção foi a estória ser uma recontagem da Bela e a Fera. A estória lembra por ser uma pai que perdeu tudo e vive na miséria com suas três filhas e tem sua caçula levada por uma fera. Mas a imensidão e complexidade que Corte de Rosas e Espinhos ultrapassa qualquer semelhança sendo deixado de lado.


O livro é narrado em primeira pessoa pela Feyre. Vemos uma jovem forte que teve aprender a se virar senão passaria fome. Ela se arrisca diariamente para levar comida para casa enquanto suas irmãs não fazem nada e ainda reclamam. Ela não viveu tanto tempo como uma pessoa rica, então é a que menos sofreu e aceitou mais fácil a nova realidade. Também não teve a educação que suas irmãs tiveram onde nunca aprendeu nem a ler e muito menos a escrever. Mas apesar de tudo, ela os ama e não vê a hora de que elas se casem e seja felizes numa vida melhor.


Já Tamlin é aquele tipo de personagem que foi feito para que todos se apaixonem por ele. É intenso e sensível, fora que aparenta ser muito bonito mesmo com parte do rosto encoberto por uma máscara. Ele tem caráter e mesmo Feyre ter matado seu amigo em nenhum momento fez com que ela não se sentisse bem onde estava. Me peguei várias vezes suspirando nas cenas que ele aparecia e desejando estar no lugar da Feyre.


Os personagens secundários foram muito bem construídos e essências para o desenvolvimento da estória. Temos Lucien, amigo e conselheiro de Tamlin que é muito bem humorado e não perdia uma chance de falar o quanto a presença de Feyre é indesejada, mas aos poucos ele se demostra até mesmo uma amigo para a jovem. Temos também a criada Alis que é um tanto quanto ácida mas faz de tudo pela Feyre e por fim Rhysand. Não sei bem ainda se gosto ou não dele, é claro que ele foi muito importante para tudo que acontece mas também vemos que ele trás intensões ocultas.

"O mundo tinha se tornado mais rico, mais claro. O riacho era um arco-íris quase invisível de água que fluía sobre pedras, tão convidativamente suave quanto seda. As árvores estavam envoltas em um brilho leve, que irradiava do centro delas e dançava pelas bordas das folhas. Não havia cheiro metálico pungente; não, o cheiro de magia tinha se tornado como o de jasmim, como lilás, como rosas. Eu jamais conseguiria pintar aquilo, a riqueza, a sensação... Talvez frações dela, mas não a coisa toda." Capítulo 23

A escrita da autora é bem fluída e detalhista em coisas necessárias. A vivacidade com que descreve cenários me fez querer estar na Corte Primaveril. Os sentimentos também são bem vivos ficando bem claro para o leitor o que os personagens sentem e passam. A mitologia por trás dos feéricos e o ódio multou que sentem pelos humanos é bem explicado. Em nada deixa pontas soltas onde todos os mistérios são solucionados. Na segunda parte do livro é nítido a mudança de clima onde tudo fica mais sombrio e perigoso para os personagens.


Não preciso nem dizer que adorei essa capa né? É um dos poucos livros que não trazem a capa original que eu gostei. Essa tonalidade de roxo com textura aveludada e espinhos em verniz deixou muito belo. Por dentro também não deixa a desejar já que possui uma diagramação muito bem feita e ainda trás em cada começo de capitulo um galho com espinhos.

Corte de Espinhos e Rosas me surpreendeu e tornou-se uma das melhores leituras do ano. É um livro que trata de amor e suas diferenças. Trás mistérios que te deixam instigado e desejando ler cada vez mais rápido. É uma leitura recomendada para todos, tenho certeza que se apaixonarão assim como me apaixonei.

21 comentários:

  1. Amei a resenha! A capa é realmente linda e chamativa mas eu não fazia ideia que o livro era uma releitura de A Bela e Fera. Estou ansiosa para começar a ler.
    Abraço.
    http://leitoraencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Stefani, esse livro é mesmo incrível né... e só de ler sua resenha já me dá saudade do enredo e ansiedade em conferir mais sobre essa série. Sou suspeita para falar, mas sou muito admiradora do trabalho da autora e também favoritei esse título, ainda mais por ser tão surpreendente. Eu também adorei essa capa, o que me chamou a atenção inicialmente é claro, e a diagramação está mesmo ótima. Seus comentários repassam bem o que eu também senti durante essa leitura.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? :)
    Amo a escrita da Sarah J. Maas, e queria muito que esse livro fosse lançado cá em Portugal, mas duvido, já que, só para você entender, neste momento ainda só foi lançado Trono de Vidro por cá, este ano, e a editora pretende apenas ir lançando os restantes um por ano -.- Terei de ler em e-book mesmo ou começar a apostar na leitura em inglês. Ao contrário de você, confesso que não ostei assim tanto da capa e prefiro a original.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho essa capa muito bonita. Ainda não li o livro mas morro de curiosidade e diante de suas impressões eu não poderia ficar menos interessada. Gostei de saber a sua opinião sobre a obra e me parece que o enredo está bem desenvolvido e que a trama seja muito envolvente.

      Excluir
  4. Só tenho lido e ouvido elogios para com este livro e isso só me deixa ainda mais curiosa para conferir essa narrativa. Achei a premissa deste livro bem original e me derreto nessa capa tão sensível e chamativa. Quero ler o mais rápido possível e poder apreciar da mesma maneira que você apreciou!!!
    As fotos que você postou me deixaram com mais vontade ainda de conferir a história.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Li sua resenha e fiquei apaixonada pelo livro e pelo trabalho da autora. E pela capa também, que coisa mais maravilhosa!
    Adoro quando os autores detalham bem os ambientes e nos fazem imaginar estar naquele lugar, com certeza é um diferencial na história.
    Sua resenha me deixou com muita vontade de ler esse livro, com certeza vou procurá-lo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ola Ste eu amei esse livro com certeza é um de meus queridinhos, amei a escrita da autora aliás já comprei os 3 da Trono de Vidro, esse livro é perfeito na escrita na história toda e a protagonista é de uma coragem sem tamanho. O que dizer dessa capa maravilhosa. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi
    O que mais tem chamado minha atenção em relação a esse livro é o fato de ser um releitura de A bela e a Fera. Gostei muito das suas impressões. Há tempos não leio um romance nesse tom e saber que a obra possui tantos elementos bons me deixa mais animada. Assim como você, também adorei a capa <3
    Ótima dica e ótima resenha.
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Olá Stéfani,
    Pelos visto as pessoas se desmontam em elogios para esse livro e isso nunca parece ser o suficiente. Gostei de você ter ressaltado até onde vai a semelhança entre o livro e o conto A Bela e a Fera, pois tinha dúvidas em relação a isso.
    Acho que a Feyre sofreu bastante ao longo de sua vida e mostrou-se uma personagem forte e marcante.
    Sinto necessidade de ler esse livro para ontem e tenho a impressão que vá amar.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Ai, eu não sei se gosto da capa ou não. A cor dela é linda mas tem algo ali que não me atrai e não sei dizer o que é. Não sabia que era uma recontagem de A Bela e a fera e se você não tivesse dito eu não faria a menor ideia até porque não conheço muito esta história de verdade, mas já vi filmes que fizeram esta mesma alusão. Agora entendo o esquema das máscaras, ai como sou desligada nos fatos....

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Pulei algumas coisas da sua resenha pois comprei o livro essa semana, e estou desesperada para tê-lo em mãos, porque sempre vejo resenhas como a sua que só elogiam a obra e favoritam o livro.
    Fiquei sabendo que o segundo sai ainda esse ano, então espero gostar muito do primeiro também, para poder conferir a história do livro 2

    ResponderExcluir
  11. Oi, Stéfani

    Esse livro me chama muito atenção. Dizem que ele tem um pouco de GoT também, e essa combinação me parece perfeita.
    Eu nunca li uma história sobre fadas, e essa tem um diferencial pq os humanos é que eram escravizados, né?
    Essa dos feéricos usarem máscaras eu não sabia...acho que não li em nenhuma resenha!
    É bom quando os personagens secundários têm importância pra história, né? Não curto personagens avulsos, que bom que não é o caso.
    Enfim, eu quero ler sim. Assim que puder compro meu exemplar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Vi que gostou muito!
    Eu sou apaixonada pela capa, de muito bom gosto. Mas eu não consigo me sentir atraída pela trama! Mesmo com essa coisa "bela e a fera" que eu amo, não sei pq, mas não me instiga... Acho que as fadas talvez, pois não gosto muito delas kkk

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  13. Oiee ^^
    Eu sou doida para ler este livro, e mais doida ainda para conhecer a escrita da autora, já que só vejo elogios para a mesma. Babo pela capa de "Corte de espinhos e rosas" ♥ Saber que o livro te surpreendeu me deixou ainda mais animada e curiosa para lê-lo, e estou doida para conhecer os personagens, sabendo que a autora trabalhou bem a todos.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Eu já estava bem curiosa sobre esse livro e sua resenha aumentou ainda mais minha vontade de conferir a história! Gosto muito de livros de fantasia e saber que esse é bem construído, com personagens muito bons e descrições bem feitas me deixa muito animada mesmo! Amei sua resenha :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olha, eu gostei desse livro, mas confesso que é o livro da Sarah que eu menos gosto. Por isso, preciso te dizer pra ler Trono de Vidro! rs... Não sei se por ser tão apaixonada pela outra série, esperava ainda mais dessa. Não que não seja um bom livro, é sim, a Feyre é uma protagonista corajosa e admirável, gostei muito do Tamlin, e realmente vai muito além de A Bela e A Fera, mas não conseguiu me conquistar completamente.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  16. Oii Éverton, Tudo bem?
    Eu conheci os livros da Sarah no lançamento de Trono de Vidro, deis de então sou apaixonada por todos seus livros, quando lançou Corte de Espinhos e Rosas eu demorei um pouco para ler, porem quando li me apaixonei novamente, a capa é realmente muito linda, e o estoria muito bem construída e com personagens muito bem estruturados e o crescimento da Feyre é incrível durante o livro... gostei muito da tua resenha...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Sempre ouvi as pessoas falarem muito deste livro, mas não sabia do que se tratava e estou encantada ao ler sua resenha e constatar que é uma releitura de A Bela e A Fera contendo uma história única e que ultrapassa o conto de fadas. Fique super curiosa para ler e conhecer esta história. Pode parecer bobo, já temos um super romance para ler, mas fiquei preocupada com o pai de Feyre e me perguntando como ele vai sobreviver agora que só ficou com duas filhas que nada fazem. Espero que tenha ficado bem e conseguido sobreviver. Estou doida para ler esse livro, porque fantasia e romance é comigo mesmo. Sua resenha está ótima completíssima, adorei!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  18. Oi querida, tudo bem?

    Uau, sua resenha está realmente muito boa. Parabéns!! Detalhastes com muito clareza toda a história.
    Eu ainda não li esse livro e nem nada da autora, mas eu já li tantas resenhas dele que até parece que já li ele completamente.

    Eu acho essa trama incrível e o fato de ser uma releitura de "A Bela e Fera" só me faz querer lê-lo ainda mais. Fico feliz em saber que a grandeza da história ultrapassa o conto clássico.

    Obrigada por reascender minha vontade de ler esse livro.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  19. Até agora só li um livro da Sarah, e me encantei perdidamente pelo modo como ela constrói e desenvolve suas histórias, já ouvi muitos falarem sobre esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler, o que mais me chama a atenção nele é por se tratar de uma releitura do meu conto de fadas favorito: A bela e a fera <3

    ResponderExcluir
  20. Olá, sabe que sempre achei esse livro instigante e minha vontade en ler ele vêm aumentando, saber que você gostou e que recomenda me deixa mais feliz, estou doida para conferir desse mistério e me envolver na trama!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/?m=1

    ResponderExcluir