22 agosto 2016

[Resenha] A Aposta - Por Vanessa Bosso


Título: A Aposta
Autor (a): Vanessa Bosso
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Skoob || Encontre

Sinopse: A primeira experiência amorosa de Nina não foi nada boa. Diante de tamanha decepção, a garota não quer saber de namorados e seu coração virou uma pedra de gelo. No colégio, os garotos lançam uma aposta a Lex, o grande pegador , daqueles que arrancam suspiros até mesmo de objetos inanimados. Será que ele, com todo seu poder de sedução, conseguirá conquistar o coração de Nina? De forma hilária e dinâmica, a autora levará os leitores a uma viagem inesquecível, na qual a amizade e o amor reinarão em absoluto... Até que uma vingança surja em cena para estragar tudo. Quem sairá vencedor?
Façam suas apostas. O jogo está prestes a começar. 


Nina fechou seu coração depois de uma grande decepção amorosa do passado. Agora sendo aluna nova no colégio Prisma, conquistou fácil as garotas por sempre se meter em brigas e confusões com sexo oposto. Sua popularidades entre elas, é o mesmo entre os garotos onde todos a conhecem como "a garota que não se deve mexer". Sua fama lhe precede. Já Alex, ou Lex, é o garanhão que ficou com quase todas as meninas da escola. Todas sabem que ao ficar com ele no dia seguinte seriam descartadas, mas mesmo assim, todas se arriscam achando que será aquela que o mudara.

"- Você é louca? Qual o seu problema? – Lex dispara, ainda alisando o rosto em chamas.
- Meu problema é você, Alexandre Heinrich! – Nina cospe, exaltada. – Você, seus amigos e essas malditas apostas!"

A grande diversão dos alunos na escola são realizações de apostas. São de diversas maneiras, mas a principal delas é sobre qual cara conseguiria ficar com determinada garota, as coisas estavam calmas, até que Lex e Nina tem uma grande discussão deixando os nervos a flor da pele as vésperas da viagem de formatura para a Ilha Inamotara. Motivo: uma aposta, onde Lex deveria beijar Nina. Mesmo sendo um conquistador, até mesmo ele sabe que não deve mexer com a Nina, mas depois de um acidente, sua preciosa moto ficou destruída, e seu pai não vai liberar verba nenhuma para o concerto, depois disso ele fica inclinado a aceitar . A grana que essa aposta vai render é justamente o que ele precisa para o concerto.

"- Me conquiste, faça eu me apaixonar por você, Lex. Se conseguir essa proeza, terá o dinheiro que precisa."

Nina descobriu tudo e contrariando tudo que se pode imaginar, ela lança uma contra proposta. Se durante a viagem de formatura Lex conseguir com que ela se apaixone por ele, ela mesmo lhe daria o dinheiro que ele precisa. Aproveitando essa oportunidade, Barbara, uma das Kibis da escola, chantageia Lex a aceitar a aposta para que ela possa se vingar de Nina pela humilhação que ela a fez passar. Essa viagem promete altas emoções.




Não esperava muito ao ler A Aposta, na verdade peguei sem pretensão nenhuma. Com toda certeza foi melhor assim. O livro é um grande emaranhado de clichês e a autora não fez questão nenhuma que fosse diferente. Isso não foi um problema pra mim pois amo um clichê, se ele for bem construído, melhor ainda. No entanto, esperava algo um pouco mais maduro, a capa engana nesse quesito, e aqui vemos atitudes de pessoas com 18 anos, mas que agem e pensam como pessoas mais novas, beira ao gênero jovem adulto. Mas não se enganem, gostei sim do livro, e até mesmo quero ler sua continuação.

Aqui conhecemos Lex e Nina. São oposto "extremantes" um do outro. Nina a versa ao sexo oposto, e Lex pegador desinibido.  Quando surge a tal aposta, e a contra proposta, fica bem claro que eles iriam de fato se apaixonar, mas ambos são tão infantis que escondem um do outro o que estão sentindo, e até mesmo se apresentam como pessoas bem inseguras e cheia de medos. Mesmo com essas contradições, gostei de ambos. A química que eles tem é bem sólida, o que produziu momentos bem legais no enredo, era como se eles pertencessem uma ao outro mas só agora descobrissem isso.

"Quando seus olhos finalmente se abrem, encara Nina, desconcertado. O melhor beijo da vida dele acaba de acontecer. E se fizermos uma continha básica, Nina está com tudo hein! O cara já beijou trinta e duas bocas até hoje."
Capítulo 28

O enredo possui diversos personagens secundários ao decorrer da estória. No geral são os colegas de escola de ambos que estão ali dando péssimos conselhos que acabam piorando tudo. E como em todo romance juvenil, temos um grande vilão, ou melhor, uma grande vilão. Bárbara sempre foi apaixonada por Lex, e no passado ele foi desafiado a namorar com ela por um tempo,  mesmo ela sabendo da aposta, crê fielmente que ele iria descobrir que está perdidamente apaixonada por ela. Ai já pude ver que ela seria uma grande pedra no sapato do casal.

"Mas essa história não terminaria naquele corredor cheio de cartazes autoadesivos. Oh não.
E Bárbara, com a ajuda de Lex, dará o troco à altura."
Capítulo 12

No meio de tudo isso a grande sacada de toda estória, pelo menos para essa que vos fala, foi a narradora interativa. Isso mesmo, uma narradora que interage diretamente com o leitor e ainda da pitaco na estória. Me senti mais próxima a ela do que aos personagens da estória. Ela narra de uma forma bem descontraída e divertida, dando conselhos ao personagens e dizendo que certas coisas iriam dar errado. Nunca tinha lido algo assim, e achei bem legal e diferente. Outra coisa que amei na estória foi o cenário. A Ilha Inamorata é belíssima e cheia de paisagens apaixonantes, mesmo sendo fictícia foi descrita a perfeição e desejei passar uns bons dias lá, só tomando água de cocô e relaxando nas areias da praia,

"What? Vocês estão gritando aí? Porque eu estou surtando por aqui. Essa sim é a Grande Aposta do ano, folks!"
Capítulo 10

A sensação que tive ao terminar a leitura foi que o enredo se assemelhava as tramas da malhação. Os mocinhos que a principio se odeia mas depois descobrem que se amam loucamente, os amigos enxeridos dando pitaco na vida de todos, a vilão que faz armações pra separar o casal principal, entre outros elementos que vai ficando evidente conforme se vai lendo, mas como na maioria dessa novelas, torcemos loucamente pelos mocinhos e ficamos sorrindo que bobos ao final, e foi exatamente assim que me senti ao terminar a leitura.

No geral o livro é bem leve e despretensioso, e o considero ótimo para ser lido por pessoas que desejam algo mais suave, ou até mesmo depois da quele livro que nos deixou com aquela ressaca bruta, pois apesar dos clichês gritantes, a escrita da Vanessa é fluída e viciante, foi quase impossível largar a leitura, e olha que já imaginava tudo que iria acontecer. É uma leitura válida e muito gostosa de se ler, então é claro que recomendo.

12 comentários:

  1. Olá
    eu já li esse livro e também me senti mais a vontade com a narrativa dinâmica e diferenciada. Tem vários cliches mesmo, o que eu gosto, mas devo concordar que a capa realmente engana. Nos faz pensar que poderia ser um romance mais maduro, o que não é. De qualquer forma, gosto do estilo de escrita da autora e essa é uma leitura bem leve. Adorei sua resenha!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sté. Eu também achei o livro bem fraquinho e não gostei. Comecei a leitura muito bem, depois foi se tornando arrastada e desgastante. Para mim não é um dos melhores da Vanessa.
    Abraço. Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Acho que essa é uma leitura que realmente estou precisando no momento. Tudo bem que não curto Malhação, mas o enredo desse livro me parece divertido e para da uma arejada na mente. Essa narradora interativa me lembra gossip girl.
    A capa do livro tinha me passado uma impressão completamente errada, esperava um enredo bem adulto.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá =) Eu não conhecia esse livro ainda. Parece ser interessante, mais já me cansei de historia estilo malhação. Se eu ler eu venho aqui de dizer o que achei. Beijos' www.sejaamavel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi linda, já li criticas boas e nada simpáticas sobre esse livro, mas uma coisa que você pontuou na resenha, me chamou a atenção, o fato dele ser leve e indicado para ler após alguma outra leitura intensa. Anotei a dica!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Stéfani,
    Não tenho curiosidade em relação a esse livro, pois esse emaranhado de clichês não chama minha atenção. Para falar a verdade, essa história de aposta me incomoda um pouco e me lembra Um amor para recordar e, como tenho boas lembranças desse livro, não quero perdê-la. Se não tivesse livro em sua resenha, teria dito que parece, mesmo, uma história de malhação.
    Fico contente que, ainda assim, você tenha conseguido tirar alguma coisa boa da obra.
    Beijão,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e realmente a tua opinião não foi la muito empolgante ou especialmente elogiosa!! :) ahah

    Realmente, não gostaria nada de uma leitura assim tao pouco original... E com esses clichés gritantes! :) Enfim... vou passar a dica! E não aprecio muito o género também! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho curiosidade com esse livro, tenho visto bons comentários sobre ele e a sua resenha está muito boa. Eu acredito que a trama possa me agradar sim mas que em alguns momentos da leitura eu provavelmente não vá gostar tanto assim. embora seja uma proposta já bem utilizada eu acho que ainda assim possa ter algo novo.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Acho que passarei essa leitura, a história parece boa porém eu não gosto muito de clichês mesmo a leitura sendo leve. Adorei as quotes que você escolheu! Em especial a do capitulo 10 porque eu tenha mania de ficar falando "What?" .
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Então, já ouvi comentários sobre o livro, mas nunca fiquei curiosa pra lê ele, até me deparar com a sua resenha, que de um modo sincero me instigou a conhecer mais sobre o livro. Dica anotada!!

    ResponderExcluir
  11. OI Stefanie, gosto não se discute certo? kkkkk Apesar de ser bem infanto juvenil preciso confessar que amo esse livro. A historia é apaixonante e super divertida. Sim tem clichês e tudo mas mesmo assim é uma leitura que eu recomendo e releio sempre que posso. Já a continuação eu não gostei muito. Acho que alguns livros deveriam ser únicos. Esse é um deles. Bjs
    https://facesemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, apesar de você dizer que a história é clichê ela me chamou muita atenção, ela me lembrou muito aquelas webs novelas que eu lia no tempo do orkut KKK, amava demais e ela parece ser nesse estilo, mesmo enredo e eu adoraria matar a saudade de uma história assim, posso demorar um pouco para ler pois livros com continuação eu enrolo muito, mas estou ansiosa

    ResponderExcluir