11 outubro 2016

[Resenha] Amor em sangue - Contos sensuais sobre vampiros



Título: Amor em Sangue
[Contos sensuais sobre vampiros]
Autores (as): Camila Bernardini e Denny Guinevere
Páginas: 96 páginas
Editora: Casa Cultura
Skoob || Encontre 

Sinopse: O mundo sombrio da noite abraça a Terra quando o sol adormece. É a chamada, a canção do despertar que faz das ruas e becos uma perigosa trilha para os humanos em sua frágil existência. Quando as criaturas da noite tomam o mundo, apenas o sangue, o poder e a luxúria instigam os imortais rumo à escuridão da eternidade. Aprecie dezesseis histórias de autores nacionais descrevendo o poder e o domínio dos seres das trevas em meio aos mortais descrentes da existência do eterno. Esta emocionante e sombria coletânea retrata a sensualidade e o poder vampiresco muito além da carnificina e bestalidade, ilustrando uma civilização obscura e poderosa que retorna a essência das criaturas sombrias da mestra Anne Rice. Você terá coragem de se entregar?



Ah, a boa e velha noite com suas estrelas e a lua em suas quatro fases. Para dormir, para pensar, talvez sair, namorar, beber, jantar e tantas outras coisas. O escuro da noite, porém, esconde um muito perigoso segredo, que pode arriscar sua vida se você não tiver o devido cuidado. Oras, do que estamos falando? Se alguém respondeu vampiros, acertou, porque eles, considerados os grandes e supremos reis da noite, podem estar onde você menos imagina ou ser alguém que você nem suspeitaria. Então, você arrisca uma espiada em alguns desses seres? Quer saber algumas histórias deles?




Como esse livro é uma antologia de contos, fazer um resumo foi meio complicado, mas, tentei. E espero ter conseguido, com ele, ter começado a instigar vocês a ler esse curtinho, mas abatedor, livro que é Amor em Sangue – Contos sensuais sobre vampiros. Cuja edição física é adoravelmente pequenina e bem executada, com uma capa remetendo bem ao tema do livro, páginas levemente amareladas e uma fonte boa de ler apesar de não ser muito grande. O que em nada compromete a apreciação do livro.


E quando o subtítulo dele diz “sensuais”, pense na adorável palavrinha grafada em letras maiúsculas e enormes porque a pimenta em alguns contos, dependendo também da sua imaginação, é mais ardente que a garota do calendário. Na maioria dos contos porque alguns são mais leves nesse ponto ou até mesmo engraçados, como é o caso de Acredite se quiser, do Rodrigo Poetista, uma muito original maneira de transformar alguém em vampiro.  Sério, eu devo ter parado a leitura uns cinco minutos porque eu não parava de rir de tão maluca que a coisa foi. Também, Alexandra e seu lanchinho, que apesar de suas duas únicas páginas, consegue ser engraçado de um jeito tenso. Ou em Não quero seu sangue, quero o seu amor, onde a narrativa em primeira pessoa é de rolar de rir. Caro senhor Bruno Black, quando vai escrever a continuação desse conto? Ou até um romance? Acho que o protagonista seria um excelente principal de um livro mais engraçadinho. Afinal, quantos livros de vampiros com uma boa dose de comédia se vê por aí?

Dona Camila Bernardini (Coelho), quando você vai escrever um romance com vampiros e erotismo misturados? Quando anoitece é um excelente exemplar de história que pode muito bem virar um romance longo que eu leria até de olhos fechados. Anote isso (e nem pense em recusar a proposta). Já, você, senhorita Guinevere (você tem um namorado chamado Lancelot?), me cativou muito com seu conto chamado Renascimento, um conto que seriamente nos faz ficar divididos entre amor e ódio pelos protagonistas mesmo que os atos deles não são 100% corretos. Como diria o bom velho Machado: “... é a eterna contradição humana”. Nesse caso, porém, puxa que puxa!


Destino, Vampyria, Thaynara, A Dama Negra, Tomba a Sombra e Vanessa são excelentes exemplos de contos que começaram de uma maneira e acabaram tomando um rumo que eu decididamente não esperava. Apesar de uma ou outra controvérsia, mas isso não importa porque é justamente esse tipo de coisa que me atrai tanto quanto uma trama bem desenvolvida. E isso seus autores souberam fazer muito bem. Embora o primeiro pareça previsível, as “tramas” só vêm a se conectar perto do final, quando o vampiro do conto reencontra alguém improvável no local mais inesperado. O quarto, por sua vez, nos faz pensar em amor, egoísmo, loucura, atração, religião, normas, imposição. Tudo isso costurado em uma estranha união entre duas pessoas nada menos que opostas. O terceiro, o quinto e o sexto, ao seu turno, contam histórias muito parecidas embora suas abordagens definitivamente fujam um tanto do habitual e todos tenham finais no melhor estilo “Meu Deus o que foi isso que eu vi?!” Porque eu pude jurar que as histórias iam terminar de uma determinada maneira que pus na cabeça quando comecei.

O beijo da succubus, Flecha: O Sorriso Escarlate e Wando são contos que, com uma dose bem alta de sensualidade, descortinam muito bem obrigada, o poder sedutor dos vampiros, para o bem e para o mal, mas ambos com consequências bem complicadas. Ou nem tanto, dependendo do que você interpreta da leitura em pelo menos dois deles. Quais? Aí é você que tem de ler e tirar suas próprias conclusões.


Insaciável, por sua vez, é aquele conto cuja leitura causa um incômodo bem sério nas nossas cabecinhas porque nos faz pensar nas reais consequências de escolher alguém para a transformação e se pergunta se realmente é uma boa ideia fazer isso. Preparo e maturidade certamente são coisas necessárias para isso, mas aí fica o questionamento: e depois, será que não bate aquele arrependimento tanto de quem transformou como de quem foi transformado? Fica a pergunta.

No fim de toda essa explanação, Amor em sangue – Contos sensuais sobre vampiros é definitivamente um livro que tem de ser lido e apreciado em toda a sua plenitude mesmo que com tão poucas páginas. Uma plenitude da qual eu quero um segundo volume para ontem na minha mesa.

16 comentários:

  1. Olá
    Confesso que nem a capa e nem a sinopse chamaram a minha atenção, ainda mais porque não curto muito histórias com vampiros e dificilmente leio antologias. Apesar disso, gostei de conferir suas impressões, o que pode ter despertado um pouco a minha curiosidade sobre os personagens e ambientação. Parabéns pela leitura!
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Aí que lindo! Adorei a resenha Re! Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Gente!Que massa!É o meu terceiro conto feito e mostrado ao público.Na verdade nunca disse que escrevo contos e acabei tentando...devo isso à São Paulo,Camila e Denny.Sou na verdade poeta e estou encantado com essas descobertas que tive ao enlouquecer pra ser um vampiro.

    Eu pensei:
    meu conto serå o pior!

    kkk

    Sobre as palavras da Blogueira,que demais!Eu só nunca esperei que alguém iria um dia entender essa forma tão divertida de brincar de contar uma história louca de pedra e sangue!

    obrigado por tudo!

    Se tens um dom,seja!
    Bruno Black

    ResponderExcluir
  4. Que capa forte! Confesso que pela capa não imaginaria que são contos fechados de sensualidade e alguns até sao engraçados. Serio mesmo! Imaginei algo de terror e já estava até imaginando dizer que sou medrosa e não iria ler, mas fiquei curiosa pretendo ler sim, pois parece ser um projeto diferenciado. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    A primeira coisa que me chamou a atenção quando vi a capa é que ela tem tudo a vê com o titulo, né haha bom, o livro parece ser bem interessante e confesso que sentir falta de saber mais sobre o enredo, mas sei como é difícil escrever resenha de livro de contos sem da spoilrs. Enfim, vou anotar a dica, pois quero conferir os contos, e ele é bem pequeno também haha

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Faz muito tempo que eu não leio nada com vampiros, mas fiquei muito atraída por tudo nesse livro. Pela capa peculiar e por ser contos. Tenho lido bastante contos esse ano e esses cairão como uma luva. Gosto dessa pitada sexual que existe em histórias com vampiros e com certeza vou adorar ler. Anotei a dica. =)

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá Renata,
    Adorei a resenha e a premissa do livro. Gosto muito de contos, mas não gosto da questão erótica, que parece ser bem presente nessa obra.
    Achei sua resenha bem elaborada e fiquei, particularmente, curiosa para conhecer o livro da Camila Coelho, pois parece ser bem construído e desenvolvido a ponto de você dizer que leria um romance de olhos fechados com essa base.
    Também achei legal ter contos mais brandos e fiquei intrigada com o conto do Rodrigo.
    Acho que vou anotar essa dica, mas não sei quando vou ler rs.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Olá ♥
    Juro que pela capa eu achava que era livro de terror. Bom, tem muito tempo que não leio nada de vampiros, mas sou apaixonada em um Hot. Não conhecia a obra, mas fiquei instigada, pois os contos parecem animar o leitor a continuar e seguir para os próximos, não sou muito fã de contos, mas pode ser uma ótima pedida para sair de uma ressaca literária ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Renata, tudo bem?
    Faz um bom tempo que não leio algo relacionado a personagens sobrenaturais, então fiquei curiosa ao ler sua resenha sobre esse livro de contos. Não consigo imaginar uma história que misture vampiros e comédia, mas pelo jeito deve ter funcionado muito bem para você e fiquei curiosa para saber como é. Também fiquei intrigada sobre misturar erotismo e vampiros, apesar de não curtir muito o gênero hot. Me parece ser um livro bem curtinho mesmo e perfeito para ler em uma tarde.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    A capa me chama bastante a atenção e fiquei bem curiosa para conferir alguns dos contos pelo fato de tratarem de vampiros que são seres que gosto muito em minhas leituras e ter esse cunho mais voltado para comédia que não é habitual se ver por ai.
    Anotei a dica e pretendo conferir em breve.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Rê, tudo bem?
    Eu adorei sua resenha, mas apesar dela instigar muito o leitor, eu não leria, porque o livro não é o meu estilo. Embora confesse que tenha ficado curiosa com esses contos mais engraçados, pois amo humor <3
    Mas ainda assim, isso não é suficiente para que eu leia o livro :P
    E a capa me causa uma certa repulsa também, confesso :3
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Este livro me lembrou aqueles filmes trash. Não gostei deste contos com tom de humor e não gostei ainda mais de a historia deles ser muito picantes. Os vampiros são por si só naturalmente sensuais e acho que os autores não precisavam ter personificado tanto assim.

    ResponderExcluir
  13. Oi Renata! Estou com esse livro em mãos pra ler! Está aqui, só esperando um pouquinho mais, mas já te adianto que seu resumo, mesmo sendo difícil de ser feito por se tratar de contos, serviu para atiçar minha curiosidade! Abraços

    ResponderExcluir
  14. Olá amore,
    Engraçado unir dois opostos... um vampiros (que eu não curto)... contos sensuais (amooo).
    No entanto, pra ser sincera não curti muito a capa não...
    Parabéns pela resenha...
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Gosto bastante de livros sobre vampiros e ainda mais quando há uma pitada de erótico no contexto. Mas, confesso que não tenho o hábito de ler contos, pois sempre fico esperando por um "mais". Não sei se leria o livro no momento, entretanto tenho vontade de lê-lo um dia.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir