24 outubro 2016

[Tocando o Terror] O Circo Mecânico Tresaulti - Por Genevieve Valentine


>

Título: O Circo Mecânico Tresaulti
Autor (a): Genevieve Valentine
Páginas: 320
Editora: DarkSide Books
Skoob || Encontre

Sinopse: Respeitável público, sejam bem-vindos ao incrível Circo Mêcanico Tresaulti, o lugar para quem acredita no mundo mágico que nos rodeia. Permita-me conduzi-lo por uma viagem única através da luz e das sombras onde descobriremos juntos uma nova forma de ver tudo e a todos. Onde não existe limite entre o picadeiro e a plateia, onde tudo é real e o único limite é a nossa vontade de sonhar. Em pleno cenário pós-apocalíptico, O Circo Mecânico Tresaulti ergue sua lona e dá início ao grande espetáculo. Ambientado sobre a perigosa superfície de um mundo devastado, cheio de bombas e radiação remanescentes de uma guerra pela qual todos já saíram derrotados, esse belo romance nos apresenta uma caravana circense em eterna viagem através de muitas cidades sem país, região ou rota definida. Lugares que podem não mais existir quando o circo retornar. Aqueles que se juntam ao circo procuram trabalho sem risco de vida, segurança ou apenas uma nova forma de recomeçar. E seguir adiante, apesar de tudo. Através de imagens surpreendentes, a autora nos conduz por um realismo mágico com um toque da beleza steampunk, uma combinação inusitada que cria a atmosfera perfeita para personagens comoventes e de grande força poética. Fãs tanto de clássicos como Melville (Moby Dick), Frank L. Baum (O Mágico de Oz) e das fábulas dos Irmãos Grimm quanto de autores contemporâneos como Margaret Stoh, Kelly Link, Kami Garcia e Erin Morgenstern vão se apaixonar pela prosa cheia de mistério da jovem e talentosa escritora Genevieve Valentine, que com este seu primeiro romance foi indicada ao Prêmio Nebula, um dos mais importantes dedicados à literatura fantástica. Aprecie esse peculiar espetáculo!


De onde o Circo Mecânico Tresaulti veio ou como surgiu? Ninguém sabe.
Para onde ele vai? Para onde Deus quiser e a guerra não esteja.
Quem é a Boss? Uma mulher com um passado artístico, uma grande e destacada tatuagem de grifo e uma capacidade que pode ser um dom ou uma maldição. Que possivelmente nem ela sabe como funciona, mas que quando é aplicada, transforma qualquer pessoa.

E Little George, quem será? Um jovem garoto cuja única vida conhecida está intrinsecamente ligada ao circo e a um par de pernas mecânicas.
E seus outros membros, quem são? Pessoas que algum dia foram soldados, inocentes pegos no fogo cruzado, prisioneiros que fugiram, pobres almas atormentadas em busca de paz. Todos, porém, com um desejo: um lugar para chamar de lar em um cenário pós-apocalíptico. O preço a pagar, porém, pode ser alto demais. E nem todos estão dispostos a.

Vem. Entra na tenda que o espetáculo vai começar. E uma história, quem sabe várias, eles vão te contar.

"Por dentro, a tenda é redonda e clara, com dezenas de lâmpadas penduradas na armação. Algumas são cobertas por lanternas de papel, e a luz fica levemente rosada ou amarelada."




Leitores do blog, vocês não têm ideia de como escrever essa resenha foi complicado. O Circo Mecânico Tresaulti não chega a ser um livro de terror embora seja da Editora Darkside, que anda publicando vários exemplares do gênero no Brasil com o selo DarkLove. Inclusive, a edição brasileira, a despeito de um errinho aqui e outro ali de espaçamento e falta de traço em alguns verbos, é muito bonita e tem uma capa que remete muito bem obrigada ao ambiente onde a história se passa. No entanto, o livro ainda é assustador e perturbador até a medula. Quando eu digo isso, melhor levarem a sério porque a leitura, junto de belas ilustrações em preto e branco, te faz imaginar seriamente como são os personagens e garanto, não são imagens bonitas. Nem um pouco.


"Todos eles são ao som da música de Panadrome. Ele é a mais complicada máquina de Boss – é uma verdadeira maravilha –, mas uma olhada para aquele rosto humano em cima da banda mecanizada é o suficiente para a maioria. A música parece infiltrar-se no sangue das pessoas, transformando-as em metal pelo avesso, aprisionando-as em um barril de metal que não podem ver.
Elas pressionam as mãos com força em seus peitos até sentirem seus corações batendo e não tornam a olhar para ele." (Isso é apenas UMA das criações da Boss. Há mais perturbadoras.)

São imagens de uma guerra de anos, ninguém sabe ao certo quantos porque a autora não diz precisamente, embora saibamos que é um século para acima. Ler essa obra é como assistir o famoso clássico do horror Frakenstein, de 1931, só que com um monte de personagens mutilados com corpos que hoje são um emaranhado de estruturas mecânicas complexas criadas por uma mulher. Cujo único nome conhecido é Boss, que algum dia teve um passado como artista lírica. Nesses estranhos dias, entretanto, ela é a dona e comandante do Circo Mecânico que leva esperança e diversão por onde passa, mas também precisa tomar todos os cuidados, pois cada rua destruída de cada cidade arruinada pela longa guerra pode esconder gente mal intencionada ou armadilhas nas quais nenhum deles deseja cair.

"Uma das coisas boas de tantos governos, acho, é que as pessoas não distinguem você de outros que mataram até chegar ao poder. O carro dele não estava em nenhum lugar à vista, e apenas um guarda-costas o seguiu."

A partir desse detalhe, mesmo que no começo ele não seja muito explícito, é que conhecemos os membros do circo, cada um com habilidades espetaculares e peculiaridades de caráter que se aprofundam conforme a história vai passando. Embora a narração se alterne entre vários narradores e uns quantos tempos diferentes. A autora não explicita quem são ou quanto tempo, embora conheçamos um deles, Little George, que conta a maior parte dos capítulos, 82, na sua maioria não passando de duas ou três páginas. E saibamos que se foram pelo menos cem anos. Mas tais capítulos dizendo muito sobre aquela trupe, seus membros e o mundo no qual se insere como um raio de sol em meio às trevas de uma guerra que parece nunca ter realmente acabado.


“Quando foi isso?”, perguntei. “Antes da guerra. Há quanto tempo foi isso?”
Foi a primeira vez em que havia lhe perguntado algo daquele tipo, e minha voz tremeu.
Ela olhou adiante. “Mais tempo do que você imagina.”


E é assim que inesperadamente eles se veem em perigo quando um homem do governo, cujo nome nunca ficamos sabendo, quer usar as habilidades da Boss para seus propósitos. Que se colocarmos o contexto do mundo onde a história se passa, não podem ser considerados realmente ruins embora os meios que ele pretende empregar para isso estejam longe de ser os melhores. Tanto é que tudo pode acontecer quando a trupe circense se vê obrigada a tomar decisões que podem acarretar em consequências complicadas. Quais? Aí se está entrando no campo minado dos spoilers e é melhor sair dele antes que se conte mais do que deve.


Afinal de contas, O Circo Mecânico Tresaulti é uma leitura que te fará refletir sobre o quanto a guerra pode ser devastadora para todos os envolvidos, mesmo aqueles que nunca pisaram no campo de batalha. E igualmente te fará pensar em quão longe algumas pessoas estão dispostas a ir em nome de ter algo que talvez esteja longe demais para ser alcançado. Por isso, considero esse livro um dos melhores exemplares da atual literatura.

21 comentários:

  1. Olá
    Nossa, eu acho essa edição tão maravilhosa e realmente gostaria de poder ter esse exemplar em minha estante, e claro, queria muito ler. Não tenho dúvidas de que haverá essa reflexão sobre a guerra e envolvidos, e afins. Sem contar, que gosto dessa ambientação no circo e diante dos personagens e suas características. Sua resenha está ótima, assim como as fotos, me motivou muito!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro, mas digo-te uma coisa: amei a capa, das melhores que já vi ate agora!! :) ahah Show mesmo!

    Bem, esse tema da guerra e do efeito devastador que ela traz para todos os seus intervenientes, realmente atual, sem duvida! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Essa edição é maravilhosa, extremamente linda e muito bem feita, impossível não querer ter um exemplar na estante. Acho que nunca li uma história com uma ambientação parecida com essa; todo o cenário, os acontecimentos e principalmente os personagens parecem ser únicos. Já tinha vontade de o ler antes e agora tenho ainda mais.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  4. Uau. Simplesmente uau. Que capa linda e que sinopse incrível. Imagino mesmo como deve ter sido difícil escrever essa resenha, até porque parece ser um daqueles livros que qualquer palavra fora de lugar é considerado um spoiler kkkkkkkkk É esquisito pensar em um livro da Darkside com errinhos bobos como esses que você apresentou porque a editora é muito cuidadosa com a qualidade das publicações. Uma pena que encontrou eles. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Todas as vezes que elogio a arte gráfica dos livros da DarkSide, me sinto dizendo que o céu é azul... rs Mas o mais legal é que os livros, seus conteúdos, premissas enredos, autores, também são caprichados e este livro é um exemplo disso.
    Sua resenha ficou maravilhosa!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. oi renata, que bom saber que o livro te cativou tanto. eu também gosto bastante de hist´órias que mostrem sobre guerras e essa parece uma bastante interessante. essa darkside também está arrasando sempre, né, espero vir a ler.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Renata

    Essas edições da DarkSide são só amor! <3

    Confesso que nunca entendo direito como é a história desse livro. E não, o problema não é a sua resenha, já li algumas e nunca consegui entrar direito nos acontecimentos, dá pra entender? Hahahaha
    Terei que ler para entender melhor o que acontece. Algo que chamou minha atenção foi o fato desse tal homem querer usar as habilidades da Boss. Não lerei agora, pois tenho outras prioridades, mas lerei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Renata. Eu nunca me interessei realmente pelo livro, mas é tão macabro que agora eu adoraria ler! Eu não leio nada de terror ou do tipo, só que fico muito curiosa em relação aos personagens e as fotos que você citou. Acho que amaria! Sem contar que a capa é maravilhosa.
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  9. Dark amor side books é Dark amor side books não é mexmo? Qualquer livro que essa editora lance é sem dúvidas impecável e repleto de detalhes.
    Circo Mecânico é uma leitura que venho planejando a tempos, e você só me fez aumentar essa vontade de lê-lo

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Sua resenha me deixou curiosa para ler a obra e achei interessante o conteúdo que o livro traz ser perturbador. Achei a capa e as ilustrações bem chamativas, ainda que não seja de terror, a leitura deve ser cativante. Amei a resenha!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Rê, tudo bem? Menina esse livro já estava na minha lista de próximas aquisições antes mesmo de ler sua resenha. Agora então eu quero mais ainda. Gostei de saber que a história pode ser assustadora e peculiar.
    Quanto a edição não tenho nem o que falar. Esta maravilhosa.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Olá Renata,
    Eu também achei muito difícil falar desse livro quando o li. A história foi, em minha opinião, bastante complexa e, por vezes, confusa.
    Entretanto, tirando essas partes, posso dizer que temos o mesmo entendimento sobre a história e também refleti demais sobre como a guerra pode ser cruel.
    Adorei relembrar um pouco da história através da sua resenha e deu aquela vontade de reler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  13. Esse livro já está na minha lista há bastante tempo. Acho a capa fantástica, e agora adorei as ilustrações tb. Fiquei surpreso com os errinhos, pela qualidade das edições da Dark imaginava algo perfeito em detalhes. Mas de qualquer forma a resenha só me faz querer ler mais rapidamente ainda o livro, eu adorei.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  14. Oi Renata!
    Eu tenho esse livro aqui em casa e estou bem interessada nele. Acho a edição dele maravilhosa (!) e isso só me deixa mais ansiosa pela leitura.
    Apesar disso, até a sua resenha eu não sabia muito do enredo. Mas eu gostei muito do que você escreveu, pois conseguiu me deixar com mais vontade sem falar muitos detalhes da história e isso é muito difícil. Parabéns!
    O último parágrafo da resenha quase me fez largar o que eu estou lendo agora e pegar logo o "Circo Mecânico".
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/10/descobrindo-garcia-roza-resenha.html

    ResponderExcluir
  15. Oi Renata, tudo bem?
    Olhando essa capa, jamais poderia imaginar que o conteúdo do livro seria sobre a guerra. Me parece ser uma história bem pesada, ainda que não tenha qualquer relação com terror, mas ainda assim muito bem escrita e agora estou bem curiosa para conferir. Sem falar que a diagramação é perfeita, né?

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  16. Gente, eu acho realmente incrível as edições da DarkSide... E confesso que terror ou histórias que dão medo realmente não fazem meu estilo ou são para mim, e envolvendo circo então... Muito menos! Realmente fiquei assustada com o jeito que você falou que os personagens são, me deu medinho... Mas para quem gosta é uma ótima leitura! Que bom que você gostou!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Renata! Dificílimo fazer uma resenha de livro da Darkside, né? Ainda mais quando a história é boa. Eu estava esperando para ler uma resenha desse livro, pois eu não tinha ideia do que se tratava. Tal como você disse me lembrou um pouco o Frankenstein, e é ainda mais interessante conferir as imagens. Amei, vou ler com certeza! =)

    ResponderExcluir
  18. Hi baby, tudo bem? eu estou louca para ler esse livro mas ainda não me surgiu grana e nem oportunidade hehe afinal livros da Darkside não foram feitos para se fazer download não é mesmo? eles sempre capricham nas edições, fiquei babando nas fotos e adorei sua resenha, me deixou mais empolgada ainda! parabéns

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Estou querendo muito ler esse livro, ainda que ele seja muito assustador, como você disse. Eu gosto muito das publicações da Darkside, não fosse por esses pequenos erros de espaçamento e falta do traço em alguns verbos, que já vi em outros livros da editora, as edições seriam perfeitas, pois as capas e projetos gráficos são impecáveis, e os textos são de excelente qualidade.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem, gente linda?
    MUITO agradecida por cada comentário feito nesse post que elaborei com tanto carinho para desfrute e leitura de cada um que por aqui passa todos os dias procurando leituras de alto nível. E com certeza essa é uma delas.
    Assinatura: Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oiee Renata ^^
    Eu gosto muito de livros que possuem guerras como plano de fundo ♥ já tinha visto algumas coisas sobre esse livro antes, mas não lembro se cheguei a ler resenhas dele. Fico feliz em saber que você gostou, me deixou ainda mais animada para conhecer ♥ a capa é linda, né? Imagino que por dentro seja ainda mais bonito (pelas fotos deu para perceber que são mesmo.)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir