11 novembro 2016

[Resenha] Cidade dos Ossos - Cassandra Clare



Título: Cidade dos Ossos
[Os Instrumentos Mortais #1]
Autor (a): Cassandra Clare
Páginas: 476
Editora: Galera Record
Skoob || Encontre

Sinopse: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria.

O livro conta a estória de Clary, uma garota superprotegida pela mãe que, durante uma noite, em uma boate, presencia um homicídio cometido pelos três adolescentes mais estranhos que ela já viu. Eles têm um monte de tatuagens, andam armados até os dentes e o pior: aparentemente só ela consegue vê-los. A partir daí as coisas só pioram: sua casa é atacada, sua mãe aparentemente foi sequestrada, e a jovem quase é morta, e ainda, o homem que ela considerava como pai lhe deu as costas.

"- E dizer o que a eles? — disse Jace de forma arrasadora. — Que pessoas invisíveis estão te incomodando? Acredite em mim, garotinha, a polícia não vai prender alguém que não consegue enxergar.
- Eu já disse que meu nome não é garotinha — disse entredentes. — É Clary.
- Eu sei — disse ele. — É um nome bonito. Como uma erva. Sabe o que é Clary Sage? É um tipo de sálvia e antigamente as pessoas acreditavam que comer a semente faria com que enxergassem Fair Folk. Você sabia disso?
- Não faço ideia do que você está falando.
- Você não sabe quase nada, não é mesmo?"

Aparentemente, os únicos que podem ajudá-la são aqueles adolescentes homicidas estranhos. Eles lhe dão abrigo e prometem ajudá-la a encontrar sua mãe e entender o que está acontecendo. Com o tempo Clary descobre que eles são Nephilin, ou seja, eles têm o sangue do Anjo correndo em suas veias e têm a missão de manter os seres sobrenaturais sob controle - sim, vampiros, fadas, lobisomens, feiticeiros e tudo que temos direito! – e extirpar os demônios do nosso mundo.




Oi gente. Hoje eu vou fazer algo uma pouco diferente. Vou fazer a resenha do primeiro livro da série Instrumentos Mortais e, depois falar um pouco sobre as séries da autora, sem spoiler, até porque vejo que muitas pessoas têm dúvidas sobre a ordem de leitura das séries.

A estória é narrada em terceira pessoa, e dessa forma vamos conhecemos vários pontos de vistas diferente sobre os desacontecimentos, não focando somente nos protagonistas. A autora escreve maravilhosamente bem o que faz com que a leitura seja rápida e fluída, me prendeu do início ao fim. Conhecemos Clary Fray. uma garota cheia de personalidade que adora desenhar, e, muitas vezes, perde-se nos próprios pensamentos. Ela é forte e determinada, não tem baixa auto-estima, e, faz de tudo para ajudar aqueles que ama.


Jace é um desses adolescentes estranhos, e Clary tem medo, mas também sente atração pelo jovem na mesma proporção. É órfão desde criança, e por isso, fpo criado no Instituto – uma espécie de centro de treinamento e abrigo para os Caçadores de Sombras. Jace tem um humor sarcástico maravilhoso, é extremamente sincero, tanto que chega a ser grosseiro, mas tudo isso se deve a sua dificuldade em deixar as pessoas se aproximarem por conta de seu passado conturbado, exceto, talvez, Clary.

A autora fez maravilhas na construção dos personagens. Todos têm personalidades fortes e distintas, acabei me apaixonando por cada um deles. Além do que, a autora conseguiu introduzir estórias secundárias magníficas e complexas sem que a obra ficasse confusa ou saturada de informações. Simon é o melhor amigo da Clary. Eles foram praticamente criados juntos e ele é extremamente super protetor em relação à Clary, e, por conta disso, acaba sendo arrastado para um mundo ao qual não pertence, o que pode ser muito perigoso para ele.

Alec e Izabelle são irmãos e vivem com Jace no Instituto. Izabelle é linda, maravilhosa, e sabe usar sua beleza e feminilidade para conseguir o que quer. Está acostumada a ser a garota da casa e convive melhor com homens, por isso, a principio, resiste a presença da Clay. Alec, ao contrário de Jace, é muito sério e calado, parece alimentar uma aversão muito particular pela Clary - não que ela entende o motivo. Hodge é o tutor dos garotos no Instituto, ele tem um quê de Dumbledore (Harry Potter). É responsável pela educação e treinamento dos garotos, ele também é aquela figura sábia a quem todos recorrem quando precisam de ajuda.  E temos o Magnus, ah o Magnus. Um dos meus personagens favoritos na série. Não vou falar muito dele agora porque aparece pouco no primeiro livro, mas não poderia deixar de citá-lo.

"- Vocês estão saindo?Jace anuiu com a cabeça. - Não queremos abusar da sua hospitalidade.- Que hospitalidade? – indagou Magnus. – Eu diria que foi um prazer conhecê-los, mas não foi. Não que não sejam charmosos, e quanto a você.. – Ele deu uma piscadela para Alec, que parecia perplexo. – Me liga? Alex enrubesceu e gaguejou..."

A parte romântica do livro não é o foco principal da estória, mas é maravilhosa. Jace e Clary têm química e se complementam perfeitamente. E não se trata apenas do romance entre os personagens principais, os romances secundários são tão lindos quanto, e trazem estórias lindas e complexas que fazem o leitor suspirar.

"- Sinto muito – ela disse, incerta quanto a quem estava se referindo. Com o canto do olho, ela pensou ter visto Jace lançar-lhe um olhar de raiva, mas, quando olhou para ele, ele estava do mesmo jeito de sempre: calmo, confiante e ligeiramente entediado. - No futuro, Clarissa – ele disse –, seria uma boa ideia mencionar que já tem um homem na sua cama, para evitar situações desse tipo. - Você o convidou para a sua cama? – Perguntou Simon, parecendo abalado."

O livro é lindo, com orelhas, folhas amareladas e letras de tamanho bom. Existe uma edição especial, holográfica, que é mais linda ainda, mas parece que esteve disponível somente na pré-venda e é difícil encontrá-la.

Lembro-me de que quando comecei a ler pensei assim: “Parece uma estória legal, mas não sei como poderia se desenrolar em seis livros”. E como eu estava enganada. É uma fantasia maravilhosa e se tornou uma das minhas séries favoritas. Recomendo para quem gosta de fantasia com vampiros, lobisomens, fadas, anjos e tudo que tem direito.

Agora eu vou falar sobre minhas impressões gerais acerca de todas as séries da autora.
Até o momento ela escreveu três séries, sendo que todas se passam no mesmo universo e são sobre os Caçadores de Sombras e os seres sobrenaturais. Temos a série Os Instrumentos Mortais, composta por seis livros . Foi a primeira que a autora escreveu. Depois temos As Peças Infernais, composta por três livros. Conta a estória dos antepassados dos personagens de Os Instrumentos Mortais, se passando em 1870. E, por último (até o momento), a série Os Artifícios das Trevas, será uma trilogia que tem apenas um livro publicado no Brasil, por enquanto. E se passa cinco anos após os fatos narrados em Instrumentos Mortais.

Sempre que falo nessa série me perguntam a ordem de leitura. Vamos lá: a autora escreveu Os Instrumentos Mortais pensando que seria uma trilogia e depois decidiu estender a série. Então ela escreveu primeiro os três primeiros volumes da série Instrumentos Mortais, e depois intercalou entre a série a trilogia As Peças Infernais.

A maioria das pessoas sugere a leitura no ordem de lançamento, que ficaria assim:

1. Cidade dos Ossos (Instrumentos Mortais);
2. Cidade das Cinzas (Instrumentos Mortais);
3. Cidade de Vidro (Instrumentos Mortais);
4. Anjo Mecânico (Peças Infernais);
5. Cidade dos Anjos Caídos (Instrumentos Mortais);
6. Príncipe Mecânico (Peças Infernais);
7. Cidade das Almas Perdidas (Instrumentos Mortais);
8. Princesa Mecânica (Peças Infernais);
9. Cidade do Fogo Celestial (Instrumentos Mortais).


Eu tentei ler assim, mas achei que a estória fica muito entrecortada, sem contar que não são livros fáceis de deixar para lá e não ler a continuação de imediato. Então eu, humildemente, sugiro que divida as séries em três trilogias, lendo nessa ordem:

1. Cidade dos Ossos (Instrumentos Mortais);
2. Cidade das Cinzas (Instrumentos Mortais);
3. Cidade de Vidro (Instrumentos Mortais);
4. Anjo Mecânico (Peças Infernais);
5. Príncipe Mecânico (Peças Infernais);
6. Princesa Mecânica (Peças Infernais);
7. Cidade dos Anjos Caídos (Instrumentos Mortais);
8. Cidade das Almas Perdidas (Instrumentos Mortais);
9. Cidade do Fogo Celestial (Instrumentos Mortais).

Bom, eu amei Instrumentos Mortais e Peças Infernais. São séries maravilhosas que já se tornaram duas das minhas séries favoritas. Demorei um pouco para completar a minha coleção, por falta de recursos financeiros, então alguns dos meus livros eram edição normal e outros eram edição holográfica, e, só li depois que completei a coleção porque já imaginava que iria amar. Amei tanto que comprei uma edição especial que saiu esse ano de Instrumentos Mortais, porque queria uma coleção com todos os livros iguais.


Eu já comprei, mas ainda não li Dama da Meia-Noite , que é o primeiro volume da série Artifícios das Trevas porque vou esperar todos serem lançados, pelo bem da minha sanidade mental. A autora lançou também O Códex dos Caçadores de Sombras, que é muito citado nas séries, e As Crônicas de Magnus Bane, que é um dos meus personagens favoritos. Outra novidade é que a autora vai lançar uma nova trilogia através do ponto de vista do Magnus. Então, tudo que posso dizer é que, muito felizmente, a autora pelo visto não se cansa de escrever sobre o universo dos caçadores de sombras.

15 comentários:

  1. Olá
    Eu sou bem suspeita ao falar sobre essa série, especialmente por conta do cenário explorado, sou fã assumida mesmo e amo todos os personagens. Já li todos os livros da autora lançados por aqui haha e sempre recomendo muito! São séries maravilhosas mesmo, fico feliz que tenha curtido... amei as fotos ♥
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu intenso todo o seu amor pela série, mas esse livro não rolou muito bem comigo. Cheguei a ler o primeiro livro e decidi ficar apenas nele mesmo (Cidade dos Ossos) achei meio cansativo de mais,e olha que gosto desse tipo de livro com anjos e coisas sobrenaturais. Sobre as novas capas, eu amei de mais, são verdadeiras obras de artes rsrs. Enfim, irei pular a sua dica de hoje. Até mais ver
    Abçs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu amo essa serie! Falta ler Cidade do fogo celestial .
    Ai quero muito ler A Dama da Meia Noite, mas faço igual a vc procuro manter minha sanidade rs
    Adorei tudo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Eu estaria mentindo se dissesse que não fiquei pasma e babando pela sua coleção da série...haha' acho as capas da nova edição tão liiiindas! Essa é uma das minhas séries favoritas, competindo pelo primeiro lugar com Percy Jackson ♥ De "Peças infernais" eu só li o primeiro livro, mas, acredite, não gostei muito *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  5. Oie Barbara!!
    Comecei a ler a série a uns anos atrás, até gostei bastante do primeiro livro. Não sei explicar bem porque não continuei a lê-la, acho que talvez seja porque eu dei um tempo de livros de fantasia por uma época. Voltei a ler o gênero bem recentemente. E estou bem empolgada para recome-la, principalmente depois do lançamento desse novo box. Que é tão lindo ahahah <3 Tenho uma queda por edições bonitas kkk
    Adorei sua resenha, e sua coleção é linda.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, ainda não li essa série, acho que tem medo de me decepcionar por todo mundo falar dela. Junto com isso tem aquela coisa do sobrenatural que acho que ficou um pouco batido, principalmente pós crepusculo e não que um livro tenha muito a ver com outro rsrs. Sobre as capas eu amei, mas mesmo assim irei pular a dica de hoje. beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá =)
    Antes de sair o filme eu já queria ler esse livro e até hoje não li. Até comprei o primeiro livro mais estava esperando ter a coleção inteira para ler. Não sabia que era 9, conhecia apenas o 6 primeiro. Sua resenha só despertou mais o meu interesse de ler. Adorei a resenha e principalmente sua sugestão de ordem de leitura vou seguir ela. Beijos'

    ResponderExcluir
  8. Olá Bárbara,
    Como é bom ler uma resenha tão encantadora e apaixonante como a sua. Infelizmente, não sou tão apaixonada pela série como você. Já li alguns livros dela, mas foram leituras que, em minha opinião, foram se perdendo um pouco. Talvez eu tenha me sentido assim por ter lido numa ordem errada. Tenho vontade de tentar reler ou ler outros livros dela, mas não sei se vou conseguir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Barbara, tentei ler este livro na época em que ele estava bem badalado e não funcionou pra mim. Adorei conhecer seu amor pela autora e pelas series. Sua coleção é linda!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Barbara!
    Eu tenho os três primeiros livros da série Instrumentos Mortais, mas ainda não li, por falta de oportunidade. Mas pretendo ler o mais rápido possível! Eu tinha mega duvida da ordem dos livros, adorei você se preocupado com isso e ter colocado a ordem, ajudou muito! Vou anotar sua dica de ordem de leitura, creio que pode dar certo. Obrigada!
    Beijos,
    Nay

    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  11. Oie...
    Adorei a resenha!
    Ainda não li nenhum dos volumes dessa série, mas, por mais que não seja meu gênero favorito, ainda pretendo realizar a leitura, pois, sempre leio excelentes comentários.
    Amei conferir suas impressões.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, Barbara. Tudo bem? Sempre vi muitos comentários positivos sobre esses livros, mas confesso que não tinha interesse em ler, porque para mim, parecia apenas mais uma série sobrenatural e juvenil. E nada contra livros juvenis. Pelo contrário. Eu amoooo. Tudo a favor hahahha. Mas sei lá, essa não me atraia e não pretendia ler. Mas um amigo meu super me indicou e ele é super cricri com livros do tipo ahhaha, mas ele me garantiu que o universo é ótimo mesmo. Então confiei e ainda pretendo ler =D Mas são muitos livros hahaha, vou levar uma vida para ler :3
    Mas lerei. E espero gostar tanto quanto vocês =D
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Ainda não tive contato algum com a escrita da Cassandra, mas meu irmão é viciado nos livros dela e sempre me fala muito bem sobre eles.
    Os livros que ele tem são da edição holográfica e confesso ser de tirar o fôlego ficar olhando para as capas. Ainda vou roubar dele.
    Pretendo esperar para que os outros dois volumes finais sejam lançados aqui no Brasil também presando minha sanidade mental ai já pego e leio todos numa só pancada.
    Adorei que tenha explanado sobre a sequência e melhor forma de leitura. Já deixei anotado para o futuro.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie!

    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, não tive a oportunidade ainda, mas essa série está na minha lista a anos. Ouvi coisas boas e ruins sobre ela, mas ainda quero ler....
    Adorei você ter clocado a ordem dos livros, não sabia a ordem dos livros certa!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Fico feliz e saber que o mundo de Cassandra conquistou mais um fã! Em minha opinião duvidosa, não tem como não se apaixonar pelos personagens e não se envolver com os conflitos. A maestria de Cassandra em desenvolver plots que não se tornam confusos nem exasperantes, felizmente se tornam evidentes nas múltiplas coleções que são e estão sendo lançadas.
    Beijos

    ResponderExcluir