13 fevereiro 2017

[Resenha] O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares - Por Ransom Riggs



Título: O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares
[O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares # 1]
Autor (a): Ransom Riggs
Páginas: 336
Editora: Leya
Skoob || Encontre

Sinopse: Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. Estou ansioso para o próximo volume da série!” RICK RIORDAN, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos. “Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível.” JOHN GREEN, autor de A culpa é das estrelas. “Vocês têm certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito...” TIM BURTON

Abraham Portman, avô de Jacob, sempre lhe contava histórias sobre como teve que ser mandado ao orfanato no Pais de Gales para se proteger dos monstros. Segundo ele, a Polônia, lugar onde nasceu e viveu até os cinco anos, estava infestada deles.  "Monstros daqueles terríveis e corcundas, com pele podre e olhos negros". Jacob achava que tudo não passava de um conto de fadas, pois além disso o avô lhe contava sobre as crianças que viviam lá: eram peculiares, com habilidades surreais, como levitar e até dominar o fogo. Abraham até mostrava fotos dessas crianças ao neto. Ninguém acreditava nessas histórias, até certo ponto.

"-Ah, de várias maneiras - disse naturalmente, como se estivesse discutindo a previsão do tempo-  Havia uma garota que podia voar, um menino que tinha abelhas vivendo dentro dele, um irmão e uma irmã que podiam erguer facilmente pedras enormes."

Enquanto trabalhava, Jacob recebeu uma ligação do avô dizendo que os monstros estavam atrás dele e que precisava saber onde estava a chave do armário onde guardava as armas. Ao chegar na casa do avô, ele entra na mata para procurá-lo e o encontra morto. Jacob tem certeza que viu algum monstro percorrendo o local, mas depois passa a acreditar que isso foi apenas uma alucinação.  As suas últimas palavras foram:

"-Vá para a ilha, Jacob. Aqui não é seguro. [...]
- Não há tempo - sussurrou. Depois ergueu a cabeça do chão, tremendo com o esforço, e respirou em meu ouvido:- Encontre a Ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do homem velho. Três de setembro de 1940- Concordei com a cabeça, mas ele percebeu que eu não tinha entendido. Com suas últimas forças, ele acrescentou: Emerson… a carta. Conte a eles o que aconteceu, Yacob."

Jacob precisou de um psicólogo após a perda. Foi diagnosticado com reação aguda ao estresse pós-traumático. Após conseguir melhorar um pouco e juntar as peças do que foi sugerido pelo seu avô, ele decide viajar para ver pessoalmente o orfanato. Junto com seu pai, ele vai para uma ilha na costa do Pais de Gales - Cairnholm- um lugar sem muita tecnologia. Após várias tentativas, ele conhece Emma, e as outras crianças peculiares. Foi um choque descobrir que as histórias de seu avô eram verdadeiras. Ele chegou na hora certa, o orfanato precisava dele.





Primeiramente, tinha muitas expectativas para esse livro, minha amiga leu, amou, e desde então me indica a leitura. Além de tantas resenhas positivas, e o filme que foi lançado, que me instigou pelo trailer. Se tem um livro pelo qual eu mais tive medo de ler por conta de expectativas, é esse. Foram feitas muitas edições para esse livro, e depois de tanto apostarem nessa obra, eu decidi que iria ler. Comecei a ler, e o resultado foi: favoritei. Espero que gostem da resenha, vou tentar transmitir todo meu amor pelo livro, e também irei comentar sobre o filme, que assisti logo após a leitura.


O livro é narrado pelo próprio Jacob. Logo no prólogo já se percebe a grandiosidade da obra. Jacob tem sentimentos bem reais, e age com dúvidas, assim como imagino que todos faríamos caso passássemos pelas mesmas coisas que ele. Ele trabalha em uma rede de empresas da família, não gosta desse emprego e já tentou várias vezes ser demitido. Percebemos o quanto ele não gosta da maneira como sua mãe é luxuosa e se importa mais com a imagem que passa do que com o filho.


As crianças peculiares não são nenhum tipo de super-heróis. Uns apresentam peculiaridades estranhas, como ter uma boca na parte de trás do rosto, outros, como Emma, tem habilidades mais comuns em personagens do tipo: dominam o fogo, o ar...  Gostei de como o autor explorou cada um, e a maneira como isso interfere no lar onde vivem. Por exemplo, tem um personagem que é invisível e Jacob nem sempre sabe se esta ou não a sós com alguém. Elas vivem nesse lar por não estarem seguros na sociedade, que os tratavam como aberrações.


O autor conta que construiu sua história baseando-se nas imagens contidas no livro. Posso dizer que, se não tivesse as imagens, a obra continuaria sendo maravilhosa, porém as fotos nos levam para dentro daquele universo, e podemos perceber com que tipo de pessoas Jacob estará lidando. Algumas fotografias dão medo, e é melhor não prestar muita atenção nelas se estiver lendo a noite. Outras são ainda mais interessante pois o próprio Jacob também dá sua opinião sobre elas na história. São imagens que fizeram o leitor realmente entrar no ambiente em que a estória se passa, e curiosamente atiçam e satisfazem nossa imaginação.


É incrível como tudo é explicado e levado até o fim. Veremos como o universo é complexo, e assim como toda boa história, teremos vilões, que são os peculiares transformados em busca da divindade. Os vilões irão afetar o caminho que a trama ira tomar. Eles não são vilões que dialogam para chegarem a um acordo, eles são etéreos: monstros, atacam sem aviso prévio. Para entendermos melhor todo enredo, precisamos compreender a fenda do tempo: eles vivem em 3 de setembro de 1940, apenas nessa data, nunca conheceram o dia 4 de setembro de 1940. A srta. Peregrine controla o tempo, fazendo com que as crianças sobrevivam nessa época, ou sofreriam com o ataque das bombas alemãs. É algo meio confuso no início, mas foi bem aprofundado.


Jacob me envolveu muito, tanto que logo após terminar a leitura, eu já estava relendo o livro para relembrar de suas incertezas no início, e com aquele pressentimento "se você soubesse o que passaria...". Senti que ele é uma pessoa profundamente triste, quem leu o livro até o fim sabe o quanto ele é desapegado com a família, pois o seu contato com os pais e os parentes é superficial. A única pessoa com que ele realmente se identificava era o seu avô. Adentramos em seus pensamentos, e somos conduzidos por essa narrativa em primeira pessoa de maneira que ficamos surpresos assim como ele, e todo drama é repassado, e nos atinge. O único motivo de eu não ter terminado a leitura em 1 dia é que eu não queria deixar de passar por essa experiência, como se eu estivesse lá, descobrindo os peculiares.

"Três de setembro de 1940. Mas como?"

Sobre os personagens secundários: Adorei Emma, bem decidida e machucada por um amor que prometeu voltar, mas a esqueceu. Teremos um pequeno romance, mas que não interferiu, a ponto do autor perder o fio da meada e focar nele (por mais livros assim). Os peculiares em geral foram bem mostrados, porém infelizmente, graças a vida que levam, senti que eles não tiveram suas habilidades desenvolvidas, não que o autor as tenha esquecido, mas a própria srta. Peregrine tem culpa disso ter acontecido, os tratando sempre como crianças inocentes, e não as treinando para o pior. Isso não interferiu na leitura, apenas me fez criar uma raivinha pela Peregrine, por ela ser assim, tão exigente e egocêntrica.


A escrita do autor é leve, dark e completa. Não gosto de muitas descrições, pois deixam a leitura arrastada, e o autor soube me satisfazer. Com uma trama original, e que tem muito a ser respondido e explorado nos próximos volumes da série. As páginas passam voando. Como já disse na resenha, fui completamente inserida nesse universo, e me senti no corpo do próprio Jacob. A cada fim de capítulo temos algo que nos deixa curiosos e instigados para saber mais. Até o certo é duvidoso, nessa trama não se pode confiar em ninguém. Queria deixar aqui meu desabafo para as editoras: Qual o motivo de terem traduções tão modificadas? Está óbvio que era '' O lar da srta. Peregrine...'' porém mudaram para orfanato, o que ficou ridículo, aquilo não era nem de longe um orfanato, e sim um lugar que protegia aqueles crianças das ameaças.


Rápida impressão sobre o filme: não achei uma boa adaptação, muitas coisas foram modificadas, e achei desnecessária a mudança de habilidades entre os personagens. Ficou algo infantil, com um vilão que levava tudo no humor, com vários piadas (sem-graças)  sobre a situação. O filme trouxe um triângulo amoroso inexistente na obra original, e fez alguns personagens serem uns reais babacas. Tudo era resolvido muito fácil no filme, realmente para entreter as crianças. Ao invés de algo dark e cheio de mistérios. A adaptação teve pequenas mudanças que somadas interferiram muito no desenvolvimento. Fiquei bem irritada, só gostei da trilha sonora e da edição.

"Há um novo mundo
Este está chegando ao fim.
Há uma nova chamada de voz
Você pode ouvi-lo se você tentar
- Tradução de ''New World Coming''-trilha sonora- "

A edição da Leya está de arrasar. Eu não sabia que essa editora tinha publicado essa obra em capa dura, mas sim, eles publicaram e arrasaram. O livro tem uma jacket, e sem ela é roxo com um detalhes na capa. Não encontrei erros de revisão. Confesso que os capítulos são bem longos, mas isso não atrapalhou, já que em cada capítulo o autor tem um mistério nos fisgando. Gostei da imagem escolhida para ser a capa, porém as pessoas olham e pensam ser de terror, e não chega nem perto disso, apenas com algumas imagens eu senti um leve arrepio.


Sempre digo que minhas melhores resenhas são quando eu não gosto do livro, pois quando minha experiência é positiva eu fico repetitiva e sem muita o que comentar. Ainda não superei esse livro e estou de ressaca literária. Todas expectativas foram superadas, e eu indico para todas as idades. Vale a pena pelas imagens, pela narrativa e pela trama que foge do previsível e original. Um romance que eu nunca vi por ai, um triângulo amoroso que eu nunca encontrei em nenhuma outra obra, tão bem colocado. Em breve podem ter certeza que eu trago a resenha de Cidade dos Etéreos, a continuação que eu tanto estou aguardando para ter em mãos.

23 comentários:

  1. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro. É um título que já esta na minha lista de desejados há um bom tempo, e o desejo só aumentou depois que assisti o filme. Eu fiquei apaixonada, e depois porque só leio bons comentários, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama.
    Boas leituras :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu AMEI esse livro, postei a resenha dele e do segundo em meu blog.
    O cuidado na edição é impecável, até mesmo as cartas manuscritas fazem parte do livro, achei isso o máximo. Também não gostei do filme, eles mudaram muitas coisas que não precisava. A Emma é minha personagem favorita, e a Olive é só uma garotinha no livro, e eles inverteram as duas PRA QUÊ?. Espero que fique só no primeiro filme, pois o final dele foi "bontinho", e dá pra aceitar que acabou ali, pra quem só assistiu. Eu amo as frases que o Jacob diz sobre a Emma, um amor tão puro entre os dois, e que realmente não fica chato ao decorrer do livro. Simplesmente muito bem escrito. Palmas pro Ramson <3

    ResponderExcluir
  3. Oi, Fernanda!
    As imagens são o diferencial nessa narrativa, deixa tudo bem interessante. Com certeza algumas dão um medinho se for ler durante à noite. :P
    Gostei do filme, mas mais no sentido de ser filme mesmo, nada relacionada ao filme. Mas confesso que fiquei chateada pelas mudanças que você citou. :(
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem ? Comprei o livro pelo mesmo motivo que você, mas ainda não li. Comprei o filme tbm rsrs. Pretendo ver em breve, espero gostar tanto quanto você, pois minhas expectativas estão bem altas. Comprei com a capa do filme (estava em oferta), mas espero que a parte interna seja a mesma, pois acho bem bonita as fotos e o conteúdo. Quando não gostamos realmente é mais fácil falar sobre...
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá ♥
    Antes mesmo de sair o filme a pessoa aqui já estava louca para ler, pois todo mundo só falava desse livro. Ai saiu o filme minha amiga falou para assistir o filme primeiro para não me decepcionar muito fui assisti o filme e amei, me senti envolvida com a estória e presa aos personagens. O livro está na minha meta de leituras, e lendo sua resenha a vontade de passar ele na frente dos demais é bem grade. Assim como você senti uma afinidade com o personagem principal mesmo tando apenas assistido o filme. Não sabia que a Leya tinha lançado esse livro em capa dura. A edição está linda. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Quando eu gosto muito do livro minha resenha também fica repetitiva, dá vontade de escrever apenas "leiam essa bagaça, é muito boa"! HAHAHAHAHAHA
    Apesar de achar muito interessantes o fato da história ser construída em torno das imagens, não é uma história que chama muito minha atenção. Pra te falar a verdade eu acho uma coisa meio X-Men e essa impressão se intensificou depois de assistir ao trailer. Eu nunca entendo esse lance da LeYa e da Intrínseca, as duas publicam os livros? Rss

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louco para ler esse livro e todos os outros, até hoje não tive a oportunidade ainda mas SÓ OUÇO FALAR BEM.
    E meu Deus, essas imagens são realmente maravilhosas e fazem toda a diferença pra entrar de cabeça na história e dar aquele UP na leitura.
    Parabéns pela resenha :*

    ResponderExcluir
  8. Oi Fernanda, eu adorei este livro e fiquei muito empolgada para ver o filme, mas como você, me decepcionei e achei que pecaram muito na adaptação. Mas estou ansiosa pela leitura dos próximos volumes e acho difícil me desanimar com a trilogia.
    Adorei as fotos!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, gostei muito das suas impressões sobre o livro é de vc ter comentado sua opinião sobre o filme também, como pretendo ler o livro em breve, acho que não assistirei o filme, melhor... Mas espero adorar os livros e também favoritar. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Primeiramente, li esse livro e amei, amei de verdade e estava cheia de expectativas para o filme, e odiei ele, muda muita coisa e a essencia do livro não está lá, ficou ridículo! Segundo, eu tenho a edição da Leya e não conhecia essa capa duraaaa, socorro, amei <3 Eu estou louca pela edição da intrinseca, super linda! Parabéns por tua resenha!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  11. Oiiii,

    Eu estou loucaaa para ler este livro, adorei o filme e já li muitas coisas positivas sobre ele. Admito que me deu um medinho quando você começou a dizer que estava receosa por estar esperando muito, já pensei "e droga ela decepcionou com o livro" kkkkkk, mas fico feliz e aliviada de saber que você o favoritou. Já to com esta dica mais do que anotada.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá.

    Sempre tive vontade de ler esse livro e via ótimos comentários sobre o mesmo, agora minha vontade aumentou graças a sua ótima resenha. A história realmente deve grudar na cabeça e adoro livros com essa vibe. Obrigado pela indicação.

    https://esquadrao-literario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bom?
    Tenho esse livro a tempos na estante e acabo sempre passando a leitura quando olho a capa. Sei lá, essas fotos me dão uma sensação ruim >< Mas enfim! Curti muito saber o quanto você adorou a história e como os personagens secundários foram bem desenvolvidos. É sempre uma excelente recomendação quando o blogueiro favorita o livro, não é mesmo? rs Outro ponto que curti saber é que não tem descrições demais! rs Geralmente livros assim ficam enfadonhos por esse motivo >< Enfim! Espero poder ler o livro em breve e conferir a adaptação, ainda que a mesma tenha te decepcionado tanto. (Que saco isso de terem mudado as habilidades e características dos personagens né?) Sugestão anotada! Espero gostar tanto do livro quanto você gostou!

    Beijos!
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  14. Olá! As vezes realmente dá um certo medo de ler um livro por conta da expectativas. Que bom que esse livro não te decepcionou, que você acabou favoritando. Bacana que o autor soube explorar os personagens e o lugar onde vive, isso faz toda diferença em uma história. Que máximo que as imagens, nas faltas delas não iria afetar a histórias, porém elas deram um toque há mais. Bom que Jacob te envolveu muito e a escrita do autor é leve e completa. Não li o livro, mas tenho vontade. O filme também não curti muito, acho que por essa impressão ainda nem li o livro, mas sei que os filmes costuma ser diferentes dos livros mesmo "cotando" a mesma história. Que pena que o filme fez mudança desnecessária e mudou a essência da real história do livro. Legal a edição está de arrasar. Adorei a resenha, está super completa! Beijos'

    ResponderExcluir
  15. Oie, bacana saber que esse livro foi assim tão positivo para você. confesso que até o momento eu não sei se quero ler ele, tenho certo receio de se irei gostar. Além disso, essas imagens para mim não poderei ver, pois sou deficiente visual e creio que isso pode se tornar prejudicial. Que pena também que você não gostou do filme, ele realmente recebeu várias críticas negativas.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Maria Fernanda!
    O que me chama mais atenção sobre esse livro são as imagens, que pra mim são assustadoras, realmente a noite durante a leitura não é muito legal focar nelas, kkk. Essa é a primeira resenha que leio positiva sobre a obra, li muitos comentários que informaram que a leitura é arrastada. Bom saber que encontramos algo a ser desvendado em cada capítulo. Gosto de triângulo amoroso na trama, e esse eu gostaria de conhecer, já que é bem diferente.
    Ainda não tive a oportunidade de ver o filme, uma pena não ser fiel ao livro.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie! Tudo bem?

    Não sei porque, mas na minha cabeça os livros tinham sido escritos por uma autora e não autor kkk mas enfim, estou com grandes expectativas para os livros e para o filme também, só encontro criticas positivas e a história tem tudo para me cativar, principalmente por se tratar de dons! Espero gostar da leitura tanto quanto você!

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Oiee!!
    Esse livro também está nos meus favoritos, e foi o melhor que li em 2016. Ramson Riggs realmente nos transporta para dentro de cada página do mundo dos peculiares.
    Quanto ao filme, confesso que as mudanças de habilidades me incomodaram um pouco. Mas seguia bem, até que inventaram aquele circo todo do final. Me decepcionei um pouco, mas acho que para quem não leu o livro, o filme ficou fantástico!!
    Um beijoo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  19. Oie
    eu ainda não li ou vi o filme mas estou curiosa pois são tantos elogios que não tem como não querer ver, muito boa sua resenha e esta na lista de desejados

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu fui no cinema ver o filme e simplesmente amei. É uma fantasia completamente diferente e maravilhosa. Eu tenho o primeiro e o segundo livro, mas até hoje não consegui ler, espero fazer isso em breve e amar ainda mais, sei que o livro é bem melhor que o filme, por causa dos comentários no cinema, então se eu amei o filme, com certeza vou amar o livro.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  21. Comprei a trilogia toda de uma vez para começar a ler e não ficar esperando juntar grana para saber o que acontece depois.

    Só que... ainda não consegui lê-los, haha!

    Acredito que as fotografias são uma obra a parte, né? Realmente deve ajudar a submergir na história contada por Jacob.

    E também não entendo qual o problema do Brasil, que gosta tanto de dar pitacos nos títulos traduzidos! Muitas vezes fica coisa que não tem nada a ver com a história!

    Que bom que pelo menos o livro cumpriu todas as suas expectativas! Espero que cumpra as minhas tb!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Mesmo com tanta gente lendo e gostando, eu ainda não consegui me animar pra ler a série (ou mesmo ver o filme), mas do pouco que vi, achei muito legal o universo que o autor criou, não é só mais um livro como qualquer outro. Eu também não gosto quando os autores focam no romance e perdem o tanto de coisa que poderiam ser exploradas, fico feliz por esse não se encaixar. E as edições em capa dura ficaram realmente lindas <3
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  23. Oi Maria, também já li o primeiro livro e vi o primeiro filme e eles não tem absolutamente nada em comum, só a ideia principal mesmo. O livro não foca tanto no romance e é muuuuuito melhor qque o filme, como a maioria das vezes né? Estou com os outros livros da série aqui em casa já. Louca para ler...

    beijos e parabéns pela resenha...

    ResponderExcluir